Início Destaque Empresários debatem como receber melhor o turista

Empresários debatem como receber melhor o turista

140
0
COMPARTILHAR

O terceiro painel que teve o tema “Como o empresário pode contribuir para o bem-estar do turista” contou com as apresentações do jornalista especializado em turismo internacional, Álvaro Garnero, da presidente da rede Blue Tree Hotels, Chieko Aoki, de Ricardo Galvão, presidente da Câmara Portuguesa de Comércio da Bahia, e do presidente do Conselho de Administração do Visite SP, Raul Sulzbacher.

Álvaro Garnero começou sua participação destacando que é preciso antes de falar do futuro, pensar os problemas do turismo no Brasil. “Não dá mais para confiar apenas na simpatia do brasileiro, é preciso estudar, investir na qualificação em todos os níveis e áreas do turismo. Sem isso, não haverá crescimento do turismo internacional. Em todos os lugares do mundo, o turista é recebido em inglês. Mas em Cumbica, por exemplo, é difícil achar profissionais que falem além do português”, alertou.

Empresários debatem como receber melhor o turista

Para Garnero, é importante também dar ênfase na educação ambiental pois o turista quer ver praias limpas, conhecer os locais como eles são originalmente. “É lamentável, mas ainda encontramos lixo nas praias brasileiras e sem preservação nunca seremos respeitados no turismo global”, comentou.

O jornalista lembrou ainda a importância de ações de marketing. “É preciso ter criatividade e inteligência para vender um local. Um exemplo é a Rota das Emoções. Há um cajueiro de mais 8 mil metros, o maior do mundo, que deságua numa das praias mais bonitas do planeta. Precisamos inventar atrações, nos adaptar e ser criativos para atrair novos turistas. Se precisa distanciamento entre as mesas, pode-se colocar artesanatos locais para preencher os espaços”, finalizou Álvaro Garnero.

A presidente da rede Blue Tree Hotels, Chieko Aoki, falou em seguida e também ressaltou a necessidade de proporcionar bem-estar ao turista. “É uma responsabilidade do empresários, mas é também de todos os brasileiros fazer com que os turistas se sintam bem. Na empresa comecei a trabalhar o espirito de cidadania, tornando todos pró-ativos em atender aos hóspedes, criando laços e proporcionando um melhor convívio entre as pessoas. Isso se refletiu no dia a dia dos próprios funcionários, mudando inclusive a vida deles”, explicou.

Empresários debatem como receber melhor o turista

Segundo Cieko, o grupo realizou um programa “Eu tenho alma Blue Tree”, um método para ensinar as regras e protocolos para bem receber. “A ideia é treinar o colaborador, fazendo ele sentir-se um profissional mais bem preparado. Outro ponto que focamos foi o bem servir que vai muito além da sua obrigação. O funcionário se vê como cidadão. Houve um caso de um colaborador que chegou a socorrer um hóspede e levá-lo ao hospital. Isso é fundamental: cuidar, servir e proporcionar bem-estar todo dia. Ter impacto na vida das pessoas no seu dia a dia. Mudar a vida das pessoas e não apenas dos turistas”, completou.

Empresários debatem como receber melhor o turista

Ricardo Galvão, presidente da Câmara Portuguesa de Comércio da Bahia, trouxe uma mensagem bastante positiva e destacou a criatividade do brasileiro e do baiano em especial. “É por causa dessa capacidade inventiva de encontrar soluções que podemos ficar otimistas que vamos ultrapassar esses problemas”, afirmou. Segundo Galvão, Salvador virou um hub criativo.

“A cidade possui várias atrações. Você pode pisar na primeira rua do Brasil, conhecer praias reconhecidas internacionalmente. Temos hoje o maior pólo de startups do nordeste. Estamos unindo tecnologia avançada com cultura, mantendo nossas tradições culturais, como o Carnaval. O centro histórico está sendo reformulado, com a chegada de vários hotéis”, completou o presidente da Câmara Portuguesa de Comércio da Bahia.

Empresários debatem como receber melhor o turista

Raul Sulzbacher, presidente do Conselho de Administração do Visite SP, ressaltou a importância de eventos como o Fórum. “A organização está de parabéns. O evento tratou de todos os assuntos de maior relevância relativos ao turismo”, disse, para depois destacar a expansão do turismo paulista. “Como paulistano da década de 1940, lembro que São Paulo mudou muito, demonstrando uma grande capacidade de transformação e adaptação. Hoje é uma grande metrópole do turismo do mundo, com hotelaria de alto nível. São Paulo tem de tudo: eventos, lazer de compras, museus, gastronomia, shows, teatros e arquitetura. No interior, a mesma coisa, uma grande variedade de opções de destinos próximos à natureza. O  mundo precisa conhecer isso.”, finalizou.

Leia também Painel destaca as medidas que o turismo brasileiro vem implementando na retomada

Deixe uma resposta