Início Destaque Painel destaca as medidas que o turismo brasileiro vem implementando na retomada

Painel destaca as medidas que o turismo brasileiro vem implementando na retomada

293
0
COMPARTILHAR

O segundo painel da 5ª edição do Fórum Brasileiro de Turismo, “Como o mercado de turismo está se preparando para a retomada” – teve a participação do ex-diretor da Organização Mundial do Turismo (OMT), Márcio Favilla, do presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz, da presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, e de Celso Barbosa, vice-presidente da Caixa Econômica Federal.

Em sua participação, Márcio Favilla destacou que no ano passado foram realizadas quase 1,5 bilhão de viagens internacionais. Esse número fez de 2019 o décimo ano consecutivo de crescimento do setor turismo em âmbito global. Segundo ele, com a pandemia, de janeiro a maio, houve uma queda de 56% nas chegadas internacionais em comparação com o mesmo período do ano passado, sendo 98% apenas em maio. Isso representa menos 300 milhões de chegadas internacionais e uma perda para os destinos turísticos de cerca de 330 bilhões em receita, três vezes mais do que se perdeu em 2009, com a crise financeira global.

5º Fórum Brasileiro de Turismo tem abertura com várias autoridades
Marcio Favilla, ex-diretor da OMT

“Ficou muito visível a importância do turismo, mesmo para aqueles países com economia diversificada. Se no primeiro momento, era urgente a mobilização pela sobrevivência das empresas e preservação dos empregos, também era necessário implementar as condições para a retomada das atividades”, explicou Favilla.

“Em meados de julho, cerca de 83 países já tinham levantado parcialmente suas restrições à entrada de turistas, sendo 4 totalmente. Em torno de 115 países continuavam com suas fronteiras fechadas. Uma situação dramática para o turismo. Acredito em três palavras-chaves para a retomada: confiança, segurança e sustentabilidade”, completou o ex-diretor da OMT.

Eduardo Sanovicz iniciou sua fala destacando que essa é a maior crise que a aviação comercial já passou em sua história. “O tema da retomada do turismo para a aviação começa com os protocolos de segurança. Foram realizados debates com a ANAC e a ANVISA para a criação de um documento único de segurança sanitária para todo país. Num segundo momento, será preciso validar isso do ponto de vista internacional. Seu ponto principal é a existência de um filtro de ar que a cada 3 minutos renova o ar da aeronave. Com isso, podemos afirmar que o avião é o meio de transporte mais seguro para viajar”, afirmou.

5º Fórum Brasileiro de Turismo tem abertura com várias autoridades
Eduardo Sanovicz, presidente da ABEAR

Segundo Sanovicz, o país terá alguns desafios no turismo de lazer. Um deles será atrair o brasileiro que antes viajava para fora do país para conhecer os destinos nacionais.

“Precisamos trazer aquele público que viajava para conhecer os canais de Amsterdã, para visitar os rios de Bonito, por exemplo. É importante lembrar que um parte do planeta está fechada para o brasileiro, devido às repercussões dos resultados que o Brasil está colhendo nessa crise. Não podemos, por exemplo, viajar para os EUA, parte da Europa e da Ásia. Por isso, é importante atrair o público interna”, completou.

A presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, iniciou sua participação destacando a importância das agências de viagens para o setor de turismo brasileiro.

5º Fórum Brasileiro de Turismo tem abertura com várias autoridades
Magda Nassar, presidente da ABAV

“Representamos a maior parcela de vendas de viagens no país. São 2.400 associados que, em 2019, tiveram faturamento de 3,9 bilhões de reais. A ABAV sempre mostrou seus números. Eles demonstram que seus associados são os maiores vendedores de toda a cadeia do turismo. Cerca de 80% têm mais 10 anos de existência. No Cadastur, mais de 30% das empresas de turismo são agências de viagens”, destacou. Magda lembrou ainda que no dia 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo, acontece a feira da ABAV, o maior evento de turismo da América Latina.

Celso Barbosa, vice-presidente da Caixa Econômica Federal para o setor de varejo, também participou do evento e destacou algumas medidas da instituição financeira como a implementação das contas digitais que farão entrar no sistema bancário milhões de pessoas que certamente afetará todos os setores da economia, entre eles, o turismo.

5º Fórum Brasileiro de Turismo tem abertura com várias autoridades
Celso Barbosa, vice-presidente da Caixa Econômica Federal

“A Caixa vem tomando algumas ações para a retomada, valorizando a economia local, ouvindo empresários e implementando novas linhas de crédito subsidiado, com carências maiores. Também suspendemos o pagamento de parcelas por até 180 dias e negociamos as dívidas com juros baixos. Estamos trabalhando o Fungetur junto ao Ministério de Turismo para melhorar os números. Há ainda uma negociação de créditos, com fundo garantidor do BNDES, que proporcionaria mais rapidez na liberação dos recursos”, finalizou Barbosa.

Leia também 5º Fórum Brasileiro de Turismo tem abertura com várias autoridades

Deixe uma resposta