Início Arte e Cultura por Adriana Sorgenicht Teixeira Da Vinci 500 anos: aventura interativa e multissensorial

Da Vinci 500 anos: aventura interativa e multissensorial

408
0
COMPARTILHAR

Destaque máximo deste início de mês, o MIS Experience – criado pelo Governo do Estado de São Paulo e pelo Museu da Imagem e do Som, em parceria com a TV Cultura – foi aberto ao público no último sábado, 2 de novembro. A atração é a exposição Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio.

Ela acontece em um novo espaço gerido pelo Museu da Imagem e do Som: o MIS Experience. O local fica na Rua Vladimir Herzog, 75 – Água Branca – São Paulo/SP. Para nossa sorte, o evento deve se estender até 1º de março de 2020.

Da Vinci 500 anos: aventura interativa e multissensorial

Agenda

Leonardo Da Vinci: 5 séculos de genialidade

Uma experiência imersiva, que possibilita ao visitante conhecer a vida e o legado de Da Vinci por meio de uma exclusiva galeria com projeções, capaz de promover uma experiência interativa inédita no país. Essa é a proposta da exposição de estreia do MIS Experience, novo centro cultural inaugurado esse mês em São Paulo.

A mostra é considerada a investigação mais completa e detalhada sobre o trabalho de Leonardo da Vinci. São apresentadas 18 áreas temáticas. Ela conta a trajetória do grande gênio renascentista e traz réplicas de máquinas desenhadas pelo artista italiano.

Da Vinci 500 anos: aventura interativa e multissensorial
São apresentadas 18 áreas temáticas onde Da Vinci atuou

Os visitantes terão uma experiência multissensorial. O púbico poderá ver animações gráficas em alta definição, combinadas com conteúdo multimídia e narrativa em áudio. Isso permitirá ao público uma vivência divertida, educativa e esclarecedora a pessoas de todas as idades e interesses, sejam elas amantes de arte e da história.  

Terão também a oportunidade de conhecer, pela primeira vez, a mente do homem que lançou as bases para algumas das invenções mais notáveis da sociedade moderna. Entre elas: o helicóptero, o automóvel, o submarino, o paraquedas e a bicicleta.

Da Vinci 500 anos: aventura interativa e multissensorial
A exposição proporciona experiências multissensoriais

Criada em parceria com o Museo Leonardo da Vinci, em Roma, e contando com a colaboração de diversos especialistas e historiadores da Itália e da França, a exposição é criada pela Grande Exhibitions. A empresa é sediada em Melbourne, na Austrália, com escritórios no Reino Unido e nos EUA.

Leonardo da Vinci – 500 Anos de um Gênio traz ainda os Segredos de Mona Lisa – uma análise da pintura mais famosa do mundo, realizada no Museu do Louvre por Pascal Cotte, renomado engenheiro, pesquisador e fotógrafo de obras de arte. (Imagens: Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e Museu da Imagem e do Som)

Fronteira das Artes – Nacional (Olhar Interior)

1º Festival de Música Raiz de Piracicaba

Estão abertas até dia 10 de novembro as inscrições para os interessados em participar do 1º Festival de Música Raiz de Piracicaba (SP). Ele acontece entre os dias 22 e 24 de novembro no Teatro Municipal Dr. Losso Netto.

A realização é da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria da Ação Cultural e Turismo (Semactur). A organização é responsabilidade da WCultural. Podem participar músicos amadores individuais, duplas, trios ou grupos, residentes no território brasileiro. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio do site oficial do evento: https://festivalraizpiracicaba.com.br/

“Piracicaba é marcada por reunir tradições de grande riqueza estética e cultural. Entre essas tradições está a música sertaneja raiz, presente no imaginário e na vida de muitas gerações. Esse festival tem como objetivo resgatar essa rica tradição que, ao longo da história, muito influenciou outras linguagens consolidadas perante o público atualmente”, afirma Rosângela Camolese, secretária municipal da Ação Cultural e Turismo (Semactur).

Além do Horizonte (de que cidade ou país?)

A imagem e o texto falam por si só e confirmam o fato que, com o passar do tempo, acabou ganhando contornos de um verdadeiro mistério. Que destino paradisíaco teria inspirado a dupla Roberto e Erasmo Carlos a compor “Além do Horizonte”? Rezava a lenda que poderia ter sido alguma cidadezinha tranquila no interior paulista, mas cadê a prova?

Ei-la que surge. A certa altura de sua biografia, “Minha Fama de Mau” (que virou filme este ano), Erasmo faz uma deliciosa e poética descrição do local e região (Piracicaba, Ártemis e Águas de São Pedro, a cerca de 200 quilômetros da capital) que conheceram e visitaram na década de 70, onde, segundo o Tremendão, a dupla voltou a ser criança por conta da paz, das belezas naturais e da hospitalidade e simpatia das pessoas.

De acordo com o jornalista Everaldo Farias: “Além do Horizonte é uma canção que imprime um sabor de esperança, de amor, um hino altamente hippie, que emana a natureza (…). Uma contemplação máxima do mundo bucólico (…) em belíssimas paisagens!”

Lançada originalmente em 1975 e com versão acústica do Rei em 2001, num projeto da MTV, a canção teve ainda releituras de Erasmo com Tim Maia. E, mais recentemente, do grupo J. Quest, além das versões com Ivete Sangalo e do maestro Eduardo Lage (esta instrumental).

Leia outra participação da Revista Artur Sul dos Estados Unidos na Fronteira das Artes

Deixe uma resposta