Início Artigos Cidade de São Paulo é referência turística para o Brasil

Cidade de São Paulo é referência turística para o Brasil

160
0
COMPARTILHAR

A data que comemoramos o aniversário da cidade de São Paulo é a razão social da Fundação 25 de Janeiro. Ela foi registrada em 1983 como entidade de mediação e arbitragem, sem fins lucrativos. Desde então, é detentora das marcas Visite São Paulo e São Paulo Convention and Visitors Bureau.

Há mais de três décadas, ela busca, com sucesso, ampliar o volume de negócios e o mercado de consumo na cidade de São Paulo, por meio da atividade turística e apoio à melhoria dos serviços e atendimento aos visitantes.

Lançada em 2006, a frase “São Paulo é tudo de bom” inspirou uma série de bem-sucedidas campanhas promocionais cooperadas. Foi posteriormente incorporada ao logotipo do São Paulo Convention and Visitors Bureau (SPCVB).

Hoje em dia, é adotado com orgulho pelos representantes dos diversos segmentos do setor turístico paulistano e destinos associados, que, atualmente, são mais de 700.

Cidade de São Paulo para todos

O diálogo bem conduzido com o poder público e a iniciativa privada, em âmbito municipal, estadual e federal, resulta em ganhos de “SP Pra Todos” – tema da campanha desenvolvida pelas agências TBWA\Lew Lara e Z515. A coordenação é da Secretaria de Comunicação do governo do estado.

Iniciada com a veiculação de um vídeo de um minuto, no dia 23 de junho de 2019, a campanha integra plano de marketing custeado por um fundo de R$ 40 milhões, que foi criado pelas companhias aéreas, a partir do contrato de parceria entre SPCVB e Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas). Sua assinatura aconteceu no dia 12 de março de 2019, na sede da Fecomércio.

O contrato é válido pelos próximos quatro anos. Seu objetivo é promover o estado como destino turístico. A campanha é viabilizada pela redução da alíquota do ICMS de 25% para 12% sobre o querosene para a aviação, proposta pelo governador João Dória, no início do ano passado.

A iniciativa foi aprovada pela Assembleia Legislativa de São Paulo, no dia 25 de junho (projeto de Lei nº 494/2019). E teve ampliado o benefício às operações com gasolinas e biocombustíveis de aviação.

A queda prevista na arrecadação, de R$ 627 milhões para R$ 422 milhões, deveria ser compensada com aumento de 418 novos voos semanais; outros 72 voos para seis destinos que não recebiam voos comerciais. Além da geração 59 mil empregos, no prazo de 18 meses.

Top Destinos Turísticos

Miguel Ignatios, Presidente da FENADVB (Federação Nacional das Associações de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil); Vinícius Lummertz (Secretário de Turismo do Estado de São Paulo); Latif Abrão Junior, Presidente do Conselho Consultivo da ADVB (Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil). À direita, Aristides Salomão de La Plata Cury, Presidente da ADVB e do Skal Internacional de São Paulo.

No dia 25 de novembro do ano passado, mais de 700 novos voos já estavam em operação, conforme foi anunciado na entrega da segunda edição anual do Prêmio Top Destinos Turísticos, protagonizado pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB) e pelo Skål Internacional de São Paulo – ambas as entidades atualmente presididas por Aristides Cury, ex-superintendente do SPCVB, ganhador do Prêmio Margha Bloes de Melhores do ano 2019, concedido pelo Internet Jornal.

O Top Destino Turísticos é uma solução criativa. Ela é aberta à participação gratuita de todos os municípios do estado de São Paulo, do litoral e do interior, que se promovem com a realização de campanhas apoiadas pela iniciativa privada, em busca do maior número de votos.

Moradores e visitantes elegem uma cidade do coração e mais dois destinos turísticos paulistas preferidos, no site www.votetop.com.br. A cidade de São Paulo não entra na disputa porque é considerada hors concours.

Veja mais sobre São Paulo na nossa seção de vídeos

A quantidade de votos, apurada digitalmente, é ponderada pela quantidade de habitantes. Isso assegura equidade à disputa nas 16 categoriais previstas no regulamento da premiação – as quais correspondem aos segmentos do mercado turístico que consagraram 36 municípios paulistas como Top.

Ganhos compartilhados

João Dória, governador de São Paulo

Os ganhos proporcionados pelo conjunto dessas iniciativas contribuem com o crescimento econômico do estado, que atingiu 2,6%, em 2019. O maior crescimento líquido em cinco anos e recorde nas últimas duas décadas, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo.

Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério da Economia, revelam que 49,4% das 644.079 vagas com carteira assinada abertas no país em 2019 foram disponibilizadas por empresas localizadas na região Sudeste, com destaque para o Estado de São Paulo, onde foram gerados mais 184.133 novos postos de trabalho.

“Assim como na edição de 2018, São Paulo segue na primeira colocação no Ranking de Competitividade dos Estados”, atesta o relatório divulgado pelo CLP, com o desenvolvimento técnico a cargo da Economist Intelligence Unit e a contribuição técnica da Tendências Consultoria Integrada.

Cerimônia de entrega do prêmio Top Destinos Turísticos

Sabemos que muito ainda precisa ser feito em favor do desenvolvimento sustentável do Brasil. Mas as forças produtivas que garantiram à metrópole paulistana o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) de 0,805, elevado para os padrões nacionais, motivam nossos parabéns à aniversariante, que acaba de completar 466 anos, no último dia 25 de janeiro.

A capital paulista, que também concentra 11% de toda a renda circulante no mercado nacional; está na 82ª posição do ranking de centros financeiros globais; e, ainda, liderou, em 2019, contratações, concentrando 76% das admissões oriundas do setor de serviços, demonstra, na prática, o valor das parcerias público-privadas.

Artigo de Luiz Henrique Miranda, diretor da Agência Amigo – Comunicação Integrada
Leia do mesmo autor Todas as empresas precisam ser boas

Deixe uma resposta