Início Hotéis Suíços investem para receber mais turistas

Suíços investem para receber mais turistas

320
0
COMPARTILHAR

Como falar em Suíça e não pensar nos deliciosos chocolates e nos admirados (e precisos) relógios suíços? Mas, além desses dois símbolos que fazem o país ser conhecido mundialmente, a Suíça carrega uma outra fama não tão simpática, muito menos verdadeira: a de ser um destino caro e pouco acessível, principalmente para os brasileiros.

Ciente da fama, os suíços querem mudar essa imagem. “A Suíça não é tão mais cara do que outros destinos europeus. Até porque o Franco Suíço está equiparado ao dólar e não ao euro. Além disso, a mobilidade do visitante está garantida em Lucerna e nas montanhas da região como Titlis, em Engelberg, já que os hotéis da região fornecem gratuitamente o mobility card, um cartão de transporte de trem ou ônibus, sem custo pela região compreendida como região do Lago Lucerna”, comenta Vanda Catão, representante de Lucerna e Titlis na América Latina.

Quando a intenção do viajante é circular por toda Suíça, ele pode adquirir o Swiss Pass e dessa forma pode visitar vários lugares, seja de trem, ônibus ou barcos e aproveitar as vantagens como acesso às montanhas com desconto de 50% e ainda visitar os museus suíços gratuitamente”, complementa Vanda Catão.

A região do lago Lucerna e Titlis tem muito mais do que restaurantes com menus exorbitantes e resorts de luxo para conhecer. E sem perder seu espírito acolhedor e vibrante, é claro.

Além de uma natureza de tirar o fôlego inserida dentro do contexto urbano da cidade, Lucerna é porta de entrada para diversas excursões de dia inteiro a cidades vizinhas como Zurique, Berna e Basel e também outros locais da Europa, já que fica literalmente no meio do continente.

Separamos algumas dicas rápidas para quem quer viajar por lá sem gastar tanto. Acredite, é possível. Confira!

Utilize os trens e as vantagens agregadas ao Wiss Pass para se locomover pelos destinos suíços

Não há necessidade de transfer privativo, a menos que você seja VIP ou uma celebridade que queira muita privacidade. Um dos itens que mais encarece uma viagem para Suíça são os transfers de chegada e saída.

Para se locomover pela Suíça, os trens são as melhores opções. O Swiss Pass é excelente para quem vai usar o transporte público (extremamente eficiente) das cidades suíças.

É um passe de trem que só turistas (não-residentes) podem comprar. Ele dá direito a andar em todas as linhas de trem normais do país (exceto as rotas especiais e panorâmicas de montanha), além de todos os bilhetes de transporte público dentro das cidades, incluindo barcos, ônibus e trens.

Dessa forma, com o Swiss Pass, é possível economizar não apenas na locomoção, mas também em várias atrações, já que ele dá acesso a mais de 400 museus.

Aproveite as praças, os fast foods e o takeaway

Suíços investem para receber mais turistas

Dificilmente em uma viagem os turistas fazem todas as refeições. O mais comum é tomar um café da manhã reforçado, fazer um lanchinho na parte da tarde (para não perder tempo e conseguir conhecer melhor o destino) e depois parar para o jantar.

Além de poupar tempo, é uma excelente forma de economizar. Em Lucerna, o restaurante do supermercado Migro é uma boa pedida por oferecer massas e sanduíches, além de quiches suíços e saladas para viagem. Que tal comprar seu lanchinho e se sentar às margens do cristalino Lago Lucerna enquanto aprecia a paisagem e a rotina da cidade?

Encontre hospedagem com tarifas especiais

Se a ideia é economizar, opte pelos hotéis 4 ou 3 estrelas. Como a cidade é pequena a disposição dos hotéis fica de forma centralizada, portanto, sem grandes distâncias a serem percorridas até os principais pontos turísticos.

Hotéis da rede Ibis, por exemplo, estão presentes na cidade com tarifas excelentes. Além de outros tipos de acomodação não classificados por estrelas que pode oferecer experiências incríveis.

Leia também Suíça: segredos de viagem de um dos países mais ricos do mundo

 

 

Deixe uma resposta