Início Ecoturismo, Aventura e Esporte Pantanal do Mato Grosso do Sul, destino “top” da Pesca Esportiva

Pantanal do Mato Grosso do Sul, destino “top” da Pesca Esportiva

585
0
COMPARTILHAR

A pesca esportiva passou a ser reconhecida como modalidade no Brasil, pelo Ministério do Esporte, em 12 de março de 2018. Porém, há muito tempo existem adeptos da atividade. E nos últimos anos, tem ocorrido um crescimento vertiginoso de pescadores que optam pelo “pesca e solta”.

Em 2014, esse público era de 7,8 milhões e em apenas quatro anos cresceu em 53%. A maioria dos pescadores esportivos está nas classes A e B. E um número considerável de mulheres fazem parte desse universo.

O Brasil é um dos destinos de recordes na pesca esportiva mais importantes do mundo, especialmente em águas doce. Isso quer dizer que os maiores e mais pesados peixes foram pescados aqui. E o Pantanal do Mato Grosso do Sul e a Amazônia são os mais procurados destinos para pesca.

Os rios Paraguai, Aquidauana e Miranda são os grandes destaques da bacia fluvial Mato Grossense do Sul, berço de mais de trezentos e cinquenta espécies de peixes. Entre os mais procurados estão o Pintado, Chacara e o Dourado. Este último passa por período de proteção, tendo sua captura proibida para consumo.

Nova legislação na pesca esportiva a partir de 2020

A partir de 2020, o estado passará a proibir a captura e transporte de peixes das bacias dos rios Paraguai e Paraná. A medida teve a adesão unânime dos pescadores amadores de 12 estados. Com a mesma determinação, eles apoiam a inclusão do tucunaré no decreto da cota zero.

Pousadas,aluguéis de diversos tipos de barcos e hotéis surgiram em Mato Grosso do Sul nos últimos anos. Especialmente para acolher esses pescadores, proporcionando serviços e conforto.

O destaque entre esses empreendimentos é o Lontra Pantanal, localizado em Corumbá, à beira do Rio Miranda. Possui acomodações confortáveis, regime de pensão completa, piscina, piloteiros, barcos e todo o aparato necessário para quem pratica a pesca esportiva (e a não esportiva também).

A projeção da ANEPE (Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva) é que pelo crescimento de adeptos, o Brasil deve despontar, muito em breve, como o mais importante destino para essa modalidade esportiva.

Texto de Patrícia Campos

Leia também da mesma autora Rota-174 volta a ser destino no trade

Deixe uma resposta