Início Aviação GOL amplia rotas e horários em sua malha aérea de junho

GOL amplia rotas e horários em sua malha aérea de junho

194
0
COMPARTILHAR

Atenta às necessidades de seus clientes e à logística adequada para o escoamento de cargas – fluxo crucial em tempos de pandemia, a GOL Linhas Aéreas divulgou as alterações na sua malha aérea de junho.

Trata-se de um aumento sutil do número de voos e horários, mas de grande efeito para a comodidade de quem precisa se deslocar pelo país ou utilizar os serviços de transporte da empresa, calçados nos mais altos padrões de segurança e sanitização praticados desde sempre pela GOL e intensificados na atual fase.

Em junho, serão 100 voos diários, ante os 68 previstos na malha essencial de maio. O número representa um acréscimo de 47% em relação ao mês anterior. Comparando-se com as operações vigentes no período que antecedeu a chegada do coronavírus ao Brasil, o resultado representa uma redução ainda marcante da capacidade da companhia.

A queda foi de 87%. Desse total, 20 voos terão início em 10 de junho. Os principais aeroportos que receberão os voos são Congonhas (CGH), em São Paulo, Brasília (BSB) e Galeão (GIG), no Rio de Janeiro.

Aos poucos, bases em diferentes regiões do país estão sendo reabertas. Em junho, a partir do dia 10, será a vez de Chapecó (XAP), em Santa Catarina, Ilhéus (IOS) e Porto Seguro (BPS), na Bahia, Juazeiro do Norte (JDO), no Ceará, e Petrolina (PNZ), em Pernambuco. Todos sempre em ligação com o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos (GRU).

Com exceção de Juazeiro, com quatro saídas semanais, os demais destinos têm três frequências. A iniciativa favorece os clientes que, por meio de conexões em solo paulista, precisam chegar a outras cidades brasileiras.

Um dos mais movimentados do país, o aeroporto de Congonhas passa a complementar as ofertas do aeroporto de Guarulhos, que deixa de concentrar todas as atividades da GOL.

A empresa estabelece o retorno das decolagens do aeroporto paulista para Florianópolis (FLN), Navegantes (NVT) e Salvador (SSA). Todos terão quatro saídas na semana. Já Recife (REC), contará com seis.

Além disso, a companhia retoma, também em Congonhas, horários corporativos para Belo Horizonte (CNF), Curitiba (CWB) e Porto Alegre (POA). Todos esses trechos entram em vigor no dia 10 de junho.

O aeroporto internacional de Brasília, que desde maio atende primordialmente ao Norte do País, ganha reforço com novos voos para essa região. Assim como para o Sul, o Sudeste e o Nordeste.

Na capital federal, a GOL resgata ainda operações para Recife (REC), com três frequências semanais de ida e volta. Além do Galeão, no Rio de Janeiro, de segunda a sábado, também no dia 10 de junho. Desse aeroporto, desde início de maio, a companhia vem ampliando a comunicação com destinos do Nordeste.

As novidades no Galeão são a rota para Aracaju (AJU) – às terças, quintas e domingos – e as partidas para Curitiba e Porto Alegre (ambas de segunda a sexta e domingo), e Vitória (segunda, terça, quarta, sexta e domingo). Todas com início em 10 de junho.

As bases reabertas em maio – Navegantes, em Santa Catarina, e Foz do Iguaçu, no Paraná – mantêm-se em atividade em junho. Nesse período, a GOL não tem planos de reaver seus voos internacionais. Ajustes pontuais na malha aérea poderão ocorrer face a mudanças de cenários da pandemia ou exigências regulatórias.

As passagens para o mês de junho já estão disponíveis. Elas podem ser adquiridas no site www.voegol.com.br, no aplicativo da companhia, nas lojas GOL nos aeroportos, pelo telefone da Central de Relacionamento (0300 115 2121) ou através das agências de viagens.

Para ter acesso a todos os dados da malha aérea essencial de junho de 2020, clique em: https://www.voegol.com.br/pt/informacoes/voos-gol

No link a seguir, é possível conhecer todas as medidas de segurança voltadas aos clientes, colaboradores e parceiros e implementadas pela companhia em solo e no ar. Tudo para que voar continue sendo um ato seguro: https://youtu.be/2nowM5-rOBk

Leia também Governo prepara auxílio para as companhias aéreas

 

 

Deixe uma resposta