Início Arte e Cultura por Adriana Sorgenicht Teixeira Fitur Festivals chega à terceira edição

Fitur Festivals chega à terceira edição

287
0
COMPARTILHAR

Com o apoio da Spain Live Music (Associação para a Promoção do Turismo Musical na Espanha) e em colaboração com a APM (Associação de Promotores Musicais), a Fitur, Feira Internacional de Turismo em Madri, na Espanha, chega ao seu 40º aniversário em 2020 (23 a 26 de janeiro) com a terceira edição dos Fitur Festivals, a fim de facilitar e promover um contato mais próximo entre os principais players neste segmento.

AGENDA

Festivais: experiência global

Os festivais de música – o Fitur está entre eles – lideram a promoção do turismo internacional. Eles criam novos fluxos turísticos, impulsionando a indústria hoteleira e aumentando a ocupação de acomodações e revigorando os negócios de varejo.

Um grande segmento da população programa suas férias e escolhe um destino com base na promoção de festivais de música ao vivo. Ir a um festival é uma experiência global que começa com a jornada: inclui também atividades complementares que criam um impacto social e satisfazem novas necessidades recreativas e culturais.

Fitur Festivals chega à terceira edição
O Fitur tem apoio da Spain Live Music (Associação para a Promoção do Turismo Musical na Espanha)

Governo, promotores, organizadores e empresas de turismo trabalham juntos para oferecer os melhores shows, serviços e experiências para milhões de turistas no segmento de Festivais de Música.

Em 2018, a indústria da música ao vivo na Espanha movimentou € 333,9 milhões. O número é 24,1% maior que o ano anterior, marcando um recorde histórico. O país consolidou sua posição como um destino indispensável para as principais turnês internacionais de música. (Fonte: Anuário da música ao vivo 2019 – APM – Associação de Promotores Musicales).

CALENDÁRIO

Parece que foi ontem (viajando na memória)….

No início de janeiro de 2020 completei 30 anos de jornalismo de turismo. Embora com passagem pelos guias Quatro Rodas (Editora Abril) alguns anos antes, considero a redação da editora Panrotas, em 1990, como o debut oficial, onde ensaiei os primeiros passos como repórter do setor, à época a serviço de um público bastante específico – o agente de viagens.

Vinda das áreas de saúde e publicidade, o segmento de viagens de imediato mostrou-se mágico e irresistível. A partir daí, nunca consegui me afastar completamente. Aceitei o desafio de ir ao encontro do novo, do diferente, onde quer que estivesse. Outras maneiras de encarar o mundo e as pessoas, aprofundar o conhecimento, sempre em busca de boas histórias.

Fitur Festivals chega à terceira edição

Tudo para relembrar uma experiência muito especial, que se converteu na primeira reportagem internacional, publicada em maio de 1990 no guia mensal da empresa.

Foi em Cuzco, a cidade situada nos Andes peruanos, considerada a capital arqueológica da América, e Machu Picchu, a misteriosa cidade perdida dos incas, construída no alto da Cordilheira no século XV, destacando também a Festa do Sol (Inti Raymi), celebração religiosa anual (24 de junho), realizada na fortaleza de Sacsayhuamán.

Fitur Festivals chega à terceira edição

Em três páginas, um panorama completo do destino (divulgando o lançamento do pacote Império Inca, de seis dias, organizado pela World Access Tours) acompanhado de imagens e boxes com serviços e dicas sobre como chegar, outras atrações do calendário turístico, além do que testemunhei por lá.

Paralelamente à Panrotas, colaborei com a revista Informe (ABAV-RJ), GII Representações e TVW Travel Network, antes de seguir para Miami (EUA) e assumir o Florida Review, jornal da comunidade brasileira, na qualidade de editora assistente e colunista. Ainda no Sunshine State, atendi várias empresas do trade na Idicom Communications, estabelecida juntamente com um sócio em 1996.

De volta ao Brasil, criei a coluna TravelMed para a revista Jovem Médico, direcionada a residentes. Além de ter atuado como assessora de imprensa para o setor de viagens na Procultura (atualmente AMIgo! Comunicação Integrada) e, desde 2012, na Visibile Comunicação.

Em 2016, idealizamos a ARTUR, revista digital de arte e turismo, que desde o ano passado conquistou valioso espaço na MARCO ZERO, em sua seção de turismo cultural. E seguimos em frente, sempre em busca de novos horizontes!

Leia da mesma autora Elvis, o Rei do Rock e eu

Deixe uma resposta