Início Cultural Dicas sobre o melhor de Évora, em Portugal

Dicas sobre o melhor de Évora, em Portugal

374
0
COMPARTILHAR

Évora é uma das cidades mais charmosas e culturais de Portugal. Recheada de monumentos e com mais de 2 mil anos de história, é atualmente um Patrimônio Mundial da Unesco. O charme da cidadezinha vem acompanhado de experiências únicas, que incluem boas vinícolas, hospedagens de luxo, gastronomia e passeios para todos os gostos.

Localizado há uma hora e meia de Lisboa e a exatos 4km do centro da cidade, está o antigo Mosteiro de 1412. Hoje, ele abriga o hotel 5 estrelas Convento do Espinheiro.

Dicas sobre o melhor de Évora, em Portugal
O Convento do Espinheiro

O local recebe centenas de turistas por ano e os brasileiros estão no topo da lista, seja como hóspedes, visitantes – afinal o local é uma relíquia, com obras de artes originais e a Igreja Nossa Senhora do Espinheiro – e atletas do mundo todo, que fazem do Convento um ponto de encontro.

O gerente de marketing do Convento do Espinheiro, Ricardo Barreto, selecionou algumas dicas para quem for passar três dias em Évora.

Dia 1: Centro da cidade de Évora

Classificada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade, Évora é chamada de cidade Museu por ter vestígios de mais de 2 mil anos de história. O seu patrimônio arquitetônico e artístico é tão imponente que, por si só , guia os passos de quem gosta de caminhar sem rumo.

Do romano ao neoclássico, passando pelo gótico e as várias expressões do manuelino, da renascença ao barroco, todas as épocas da história estão representadas nesta cidade em construções como: a Catedral da Santa Maria, a Igreja de São Francisco, a incontornável Capela dos Ossos, o templo Romano, o Palácio D. Manuel e muitas outras.

Dicas sobre o melhor de Évora, em Portugal
Catedral da Santa Maria

O Tour diário com guia parte as 10 horas do Posto de Turismo, onde também é possível alugar Áudio Guias. Fazer o tour pela cidade de charrete é outra opção, com saída na Catedral da Sé.

Para os amantes do vinho recomenda-se fazer a Rota dos Vinhos do Alentejo, onde é possível conhecer a produção da bebida na região e fazer provas gratuitas diariamente. Visitar a Adega da Cartuxa da Fundação Eugênio de Almeida e conheçer os famosos vinhos Pêra Manca e Cartuxa estão dentro do roteiro.

Chegando ao Convento do Espinheiro os hóspedes ainda podem desfrutar das duas piscinas do hotel, uma no interior e outra no exterior, ou fazer um relaxante tratamento no SPA.

Todo dia às 17 horas, o espaço oferece um tour guiado para conhecer a história do local, e às 18 horas o Sommelier convida todos os hóspedes para uma degustação de vinhos da adega do hotel, antiga cisterna gótica.

Dia 2: Monsaraz e Herdade do Esporão

Uma visita com direito a almoço em Herdade do Esporão é fundamental. Não só para os apreciadores do azeite e vinhos portugueses, mas para todos que querem aprender mais sobre duas atividades muito importantes para a economia do país. Esporão tem com missão ser original, sendo reconhecido em todo o mundo como uma empresa de vinhos e azeites portugueses de excelência.

Produção de vinhos é umas das principais atividades econômicas

Ainda no dia dois, um passeio por São Pedro do Corval é perfeito para apreciar a arte dos artesãos locais. Na tranquilidade alentejana, com uma arquitetura rural simples e agradável, passear no bonito Jardim D. Maria da Graça Villaret Ratinho, visitar as bonitas Igrejas Matriz e a Ermida de São Pedro é uma boa pedida.

No meio da tarde, vale visitar Monsaraz, uma vila medieval com uma vista deslumbrante para o lago de Alqueva e paisagens do Alentejo.

Dia 3: Cromeleques dos Almendres e a Gruta do Escoural

Não se pode vir ao Alentejo e não visitar o Cromeleque dos Almendres, um dos mais simbólicos e relevantes monumentos do gênero na Europa, que fica localizado há 10 km de Évora e oferece uma excelente vista da cidade.

Cromeleques dos Almendres

Existem ainda muitas questões em aberto sobre a origem dos monumentos megalíticos mais antigos da Europa. Outro exemplo que vale uma visita é a Anta Grande do Zambujeiro, o maior Dolmen de Portugal e um dos maiores da Península Ibérica. Fica localizado próximo a Valverde, em Évora.

Para o resto do dia, que tal uma visita a Gruta do Escoural? O conjunto arqueológico foi descoberto em 1963 e, pela primeira vez em Portugal, foi permitida a identificação de vestígios de arte rupestre paleolítica de várias civilizacões pré-históricas.

A mais antiga ocupação humana no Escoural data alto em torno de 50 mil anos (Paleolítico Médio). Os passeios à Gruta acontecem de quarta à sábado, de 10h30 até 14h30, saindo do Centro Interativo.

Leia também Roteiros curtos pelo centro de Portugal

Deixe uma resposta