Início Alimentos e Bebidas Café Monthal abre a fazenda para passeio histórico

Café Monthal abre a fazenda para passeio histórico

295
0
COMPARTILHAR

Café Monthal entra no circuito de fazendas históricas que oferecem uma nova perspectiva sobre a história e o cultivo do café especial.

Localizada nas montanhas de Bom Jardim (RJ), a fazenda onde é produzido o Café Monthal, numa altitude acima de 800 metros, abre as portas para receber o público e estudiosos de todo o pais. O passeio promete surpreender até o mais exigente coffee lover.

As datas, 04 de maio e 22 de junho, foram escolhidas especialmente por conta do início da época das colheitas. Nesse período, os cafezais estão carregados pelos frutos.

“Será  um oportunidade ímpar para o público ter acesso ao um visual deslumbrante que são os cafezais nessa época. Assim como também entender todo o processo que vai da planta à xícara” conta Eleonora Erthal, proprietária da fazenda e do Café Monthal.

A programação inclui diversas atividades. Elas começam a partir das 9h30 da manhã e se estendem ao longo do dia, incluindo almoço e lanche. O passeio possibilita uma experiência bem diferente aos que visitam o local.

Entre os atrativos estão a sala de acervo histórico da fazenda, visita aos cafezais e às estruturas de secagem do café (a mais de 1.000m de altitude), além de rodas de conversas com os proprietários e baristas, profissionais tecnicamente especializados em café e seus derivados.

O passeio inclui, ainda, caminhada até uma cachoeira e vivência de uma torra de café. Além de apresentação de vários formatos de como preparar a bebida.

Leia também Turismo rural é fonte de renda para o produtor

A fazenda do Café Monthal

A fazenda, fundada em 1991, onde é produzido o Café Monthal possui 216 hectares. Sendo 45 hectares dedicados exclusivamente para a produção de café.

Antes de entrar pro ramo de cafés, a família trabalhava no mercado de moda íntima. A produção era feita dentro de um pequeno quarto na fazenda.

Com o passar dos anos, a marca de lingerie foi crescendo e começou a participar de feiras do segmento. Foi através dessa presença em eventos que surgiu a integração entre a moda e o café.

“Durante as feiras, oferecíamos o café produzido na fazenda, que até então era apenas vendido como commodity. A bebida sempre foi muito bem recebida pelo público. A partir desta percepção tivemos a ideia de criar um café especial, segmentação por cresce cada vez mais no Brasil”, narra Eleonora Erthal, proprietária do café.

Atualmente tido como um dos melhores cafés especiais do Rio de Janeiro, cada etapa da produção do Café Monthal é elaborada com cuidado e rigor.

A marca utiliza os melhores grãos de cada safra, com um blend 100% de café Arábico, selecionados com padrão de exportação. O Café Monthal está no mercado para provar que é possível ter café especial no Estado Rio.

“Muitas pessoas pensam que só é possível produzir café especial em Minas, Espírito Santo ou São Paulo. Todos ficam surpresos quando contamos que somos do estado do Rio”, finaliza Eleonora Erthal.

Deixe uma resposta