Início Artigos Turismo 2020: Retomada da Economia

Turismo 2020: Retomada da Economia

110
0
COMPARTILHAR

Nesta quinzena estreamos a coluna Mercado de Turismo na Revista Marco Zero. Conhecida deste setor de longa data, a incansável Lígia Marcondes, minha amiga particular, transita nos meandres do turismo com maestria há muito tempo e faz desta revista um veiculo de comunicação eficaz para os profissionais desta indústria, tão importante para a retomada da economia.

Em 2019, essa indústria, foi um dos pilares da recuperação da economia brasileira, segundo a CNC –  Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

O mercado de turismo sempre teve participação relevante na economia brasileira chegando a participação de 8% no PIB nacional no ano passado. Sempre gerando renda e emprego, o Turismo caminha a passos largos.

A pandemia mundial afetou todos os setores, o mercado de turismo foi duramente atingido, mas sem baixar a cabeça vemos claramente neste momento as iniciativas do planejamento pós-COVID para a retomada da economia.

Um momento especial, de aprendizagem, avaliação cuidadosa das informações, monitoramento do macro Ambiente de Marketing, atenção para oportunidades, cuidado com as ameaças, foco em resultados e compreensão do movimento dos stakeholders.

Aprendemos com a pandemia mundial que o “nosso negócio”  também tem forças e fraquezas e que as circunstâncias obrigaram o consumidor a ter comportamento diferente. Diante disso, temos que adequar “nosso negócio” ao novo comportamento desse consumidor no mercado de turismo.

Discordo do termo reinventar, reinventar quer dizer inventar de novo, criar algo novo, mas… como inventar algo novo dentro dos componentes do turismo?

Eventualmente, poderá surgir algo novo em um futuro próximo com a evolução natural dos tempos. Nesse momento é importante entender que a retomada da economia no mercado de turismo exige que avaliemos as informações para adequar “nosso negócio” às circunstâncias atuais e possamos comercializar nossos serviços de acordo com o que o mercado de turismo atual exige.

O processo da digitalização foi acelerado para todos os componentes do turismo. Transporte, Hospedagem, Alimentação e Serviços turísticos e também para a mídia especializada e a comunicação de uma forma geral. Dessa forma, temos que modernizar nossos processos, adaptá-los para atender a demanda desse novo comportamento do turista, desde a comercialização até seu retorno.

Tudo que se inventa necessita de um tempo de maturação e provação, mas a retomada da economia não pode esperar esse tempo.

Hoje, o mercado do turismo esta se abrindo lentamente e devemos voltar, com cuidado, sem muita sede ao pote. Preços acessíveis, produto enxuto, praça focada em nichos e promoções honestas, de forma que você possa se manter até quando a economia for retomada. O turismo ira vencer mais essa batalha, afinal “depois da tempestade, vem a bonança” e o turismo é efetivamente a bonança.

Artigo de Rubens Aires Guimarães, jornalista, professor universitário e profissional de marketing
Leia outros artigos sobre o setor na seção Ponto de Vista

 

 

 

Deixe uma resposta