COMPARTILHAR

Em tempos de concorrência acirrada, pandemia do novo Coronavírus e busca incessante pela otimização de recursos, uma das formas de economizar é buscar soluções inteligentes em energia, para obter menor tarifa de forma limpa e renovável.

A economia se deve ao chamado modelo de “geração compartilhada”. É uma modalidade de geração distribuída que possibilita o compartilhamento da energia gerada por um sistema.

De acordo com Danilo Gusmão, CEO da Cemig SIM, empresa com foco em soluções inteligentes em energia, o número de clientes cresceu rapidamente devido à qualidade do produto, à excelência do atendimento e à adesão simplificada e totalmente digital.

“Temos nossos clientes no centro das decisões. Trabalhamos para proporcionar soluções inovadoras e inteligentes com uso eficiente dos recursos energéticos. Vale ressalta que não é necessário nenhum tipo de investimento, instalação ou obras. A contratação é on-line e sem burocracia”, destaca Gusmão.

Entidades, associações e empresas referências em Minas Gerais já aderiram ao modelo que diminui a tarifa de energia. Entre elas: FIEMG, MinasPetro, CDL-BH, ACMinas, Federaminas, Sicoob-Cecremge, Sincodiv, Opala, ABIH-MG, MinasPetro, Prosind, Grupo Zelo, Pacto Administradora, CASA, construtora Patrimar e outras.

Outro fator positivo para o empreendedor é que não é necessário nenhum tipo de investimento, instalação ou obras. A energia é gerada remotamente por usinas fotovoltaicas em áreas com radiação solar mais favorável, no norte e noroeste de Minas Gerais, e chega normalmente pela rede da distribuidora, porém, com menor custo.

Os interessados em diminuir sua tarifa de energia podem acessar o site (www.cemigsim.com.br), solicitar uma proposta e contratar um dos planos de forma simples e ágil.

A energia solar

O Sol é a principal fonte de energia natural, capaz de suprir a crescente demanda energética em todo o mundo. A energia solar recebida pela Terra é cerca de cinco mil vezes superior ao consumo mundial de eletricidade.

Minas Gerais é ainda mais privilegiada neste aspecto. A maior parte do estado faz parte do chamado “Cinturão Solar”, que é uma faixa onde há maior irradiação solar no país.

Considerada a energia do futuro, a geração de energia solar já é utilizada em larga escala na China, EUA, Japão e Alemanha – líderes mundiais em potência acumulada.

No Brasil, este processo ainda dá os primeiros passos. Atualmente, cerca de 1% de toda energia produzida no país vem da matriz solar, evidenciando o tamanho da oportunidade que o mercado apresenta.

Leia também Confira dicas para os empreendedores durante pandemia

Deixe uma resposta