Início Destaque Portal conecta turismo rodoviário na Argentina

Portal conecta turismo rodoviário na Argentina

120
0
COMPARTILHAR

Ficou muito fácil conhecer a Argentina. Pelo portal Argentina Bus Travel é possível comprar bilhetes rodoviários para qualquer parte do país vizinho. A plataforma de compra de passagens rodoviárias on-line cobre quase 100% do território argentino e engloba as principais empresas de viação do território argentino.

São milhares de possibilidades de trânsito entre destinos turísticos e centros de negócios da Argentina. É possível escolher entre ônibus leito ou não. Também são diversos itinerários, de pequena, média e longa distância.

O portal facilita deslocamentos desde as províncias do norte, como Jujuy, Salta ou Formosa, até cidades do extremo sul do continente, como a capital de Santa Cruz, Rio Gallegos.

As reserva feitas no portal Argentina Bus Travel acontecem em tempo real e a passagem é emitida instantaneamente. Logo após a escolha de assentos, identificação internacional (passaporte) e pagamento por cartão de crédito ou PayPal.

Os preços são praticados em dólares norte-americanos. O comprador recebe por e-mail ou SMS um e-ticket com código QR para embarque. Isso dispensa a troca do voucher no guichê da viação no terminal rodoviário – como acontece ainda no Brasil.

Portal faz a gestão da reserva

A ferramenta permite também que o passageiro faça a gestão de sua reserva a qualquer momento. Mesmo depois da compra, é possível mudar data, horário de embarque e assento. Se desejar, há a opção de adquirir um seguro viagem para o trajeto escolhido.

O portal Argentina Bus Travel é operado pela plataforma brasileira de vendas on-line de passagens Quero Passagem, que lançou em 2014 o Brazil Bus Travel, dedicado ao mercado externo, e hoje é o principal emissor internacional de bilhetes rodoviários para estrangeiros que visitam o Brasil.

“A Argentina atrai anualmente cerca de 7 milhões de estrangeiros, que se deslocam pelo país por rodovias seguras, em ônibus modernos operados por empresas de transporte rodoviário de nível internacional e pagam tarifas relativamente baixas se comparadas ao mercado brasileiro”, explica Lukasz Gieranczyk, CEO da Quero Passagem.

Deixe uma resposta