Início Agências de Viagem e TMCs O papel das agências de viagens durante a crise

O papel das agências de viagens durante a crise

205
0
COMPARTILHAR

O setor do turismo está enfrentando uma forte crise devido à pandemia do novo coronavírus em todo o mundo. Mas, apesar de todas as dificuldades, as agências de viagens têm um papel importante a seguir: diminuir os impactos da crise nos planos de seus clientes.

A Machu Picchu Brasil, agência brasileira especializada em destinos peruanos, vem tomando diversas medidas para ajudar seus parceiros. Segundo informou a empresa, houve flexibilização dos termos referentes a alterações, possibilitando que a agência parceira remarque a data da viagem do seu cliente. Outra iniciativa foi oferecer a contratação do modelo de viagem sem data definida, repassando a informação posteriormente.

Também foi organizada uma força-tarefa para flexibilizar as condições dos fornecedores, com todos os benefícios sendo repassados às agências parceiras para que consigam reter passageiros e minimizar os impactos da crise.

A Machu Picchu Brasil possui uma equipe local no Peru para dar suporte ao passageiro. Assim, a comunicação é feita em tempo real que também pode ser feita por um canal de assistência 24 horas para eventuais dúvidas ou necessidade de auxílio.

Além de incentivar a remarcação das viagens, oferecer uma maior flexibilização para isso e apoio para quem está viajando, é preciso estar presentes durante a crise.

Veja algumas dicas do que as agências podem fazer durante a crise

– Manter a calma, pois assim será mais fácil tranquilizar os passageiros. Em momentos de crise, é necessário fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que ele se sinta seguro, principalmente se já estiver em outros país e se sentindo fragilizado.

– Estar sempre em contato com o cliente, repassando informações oficiais das companhias aéreas, do governo local e do Itamaraty.

– Oferecer uma maior flexibilidade, em todos os aspectos da viagem. A remarcação da data da viagem sem multa e com câmbio fixo são boas estratégias de retenção!

– Providenciar a extensão da vigência do seguro viagem contratado, se necessário.

– Garantir que o cliente tenha hospedagem enquanto permanecer no país.

– Ter um canal de assistência 24 horas em português para garantir agilidade e apoio em tempo real.

– Caso o cliente ainda não tenha viajado, é necessário ser proativo e propor soluções rápidas, que minimizem os impactos negativos da crise.

Leia também Saiba mais sobre o coronavírus

Deixe uma resposta