Início Arte e Cultura por Adriana Sorgenicht Teixeira MASP em Casa

MASP em Casa

798
0
COMPARTILHAR

Enquanto o MASP, uma das mais importantes instituições culturais brasileiras, está fechado é possível matar as saudades do acervo do museu paulistano através do Google Arts & Culture.

A plataforma traz um tour virtual pelos cavaletes de concreto em sua configuração de 2015, quando o projeto idealizado por Lina Bo Bardi (1914-1992) foi recuperado para o Acervo em Transformação, exposição permanente na pinacoteca do MASP.

Além disso, é possível também navegar pelas peças de moda da coleção MASP Rhodia, resultado de um projeto idealizado por Pietro Maria Bardi (1900-1999) com a indústria têxtil Rhodia, em 1971, e também por outras exposições já realizadas no MASP, como Arte da Itália: de Rafael a Ticiano e Arte da França: de Delacroix a Cézanne.

Calendário da Artur

29 de abril: Dia Internacional da Dança

Celebramos esta semana uma importante data, criada em 1982 pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), por ser o dia de nascimento do mestre francês Jean-Georges Noverre (1727-1810), artista que ultrapassou os princípios gerais que norteavam a dança do seu tempo para enfrentar problemas relativos à execução da obra.

Sua proposta era atribuir expressividade a dança por meio da pantomima, a simplificação na execução dos passos e a sutileza nos movimentos. Noverre se destaca na história por ter escrito um conjunto de cartas sobre o balé de sua época, “Letters sur la Danse”.

Por coincidência, entre os brasileiros a data também pode estar associada ao aniversário de uma personalidade de indiscutível importância: Marika Gidali, a bailarina que, com Décio Otero, fundou o Ballet Stagium em 1971, em São Paulo, para inaugurar no Brasil uma nova maneira de se fazer e apreciar dança.

Alguns dos objetivos desta comemoração é aumentar a atenção pela importância da dança entre o público geral, assim como incentivar governos de todo o mundo para fornecerem melhores políticas públicas voltadas à dança.

Enquanto a dança tem sido uma parte integral da cultura humana através de sua história, não é prioridade oficial no mundo. Em particular, o professor Alkis Raftis, então presidente do Conselho Internacional de Dança, disse em seu discurso em 2003 que “em mais da metade dos 200 países no mundo, a dança não aparece em textos legais (para melhor ou para pior). Não há fundos no orçamento do Estado alocados para o apoio a este tipo de arte. Não há educação da dança, seja privada ou pública”.

Fronteira das Artes (Internacional)

Beethoven Virtual

Em 2020, a Alemanha comemora os 250 anos do mais ilustre filho de Bonn: Ludwig van Beethoven. O país criou, então, a #DiscoverBeethoven, que contempla histórias, destinos, paisagens e passeios que influenciaram o Grande Mestre

Conheça também a região de Frankfurt, Klobenz, Bonn e Colônia em uma rota repleta de museus, festivais e city tours inspirados no mundo da música erudita. Além disso, exposições, orquestras e concertos virtuais marcam o ano de Beethoven na Alemanha.

masp em casa

Homonymus de Artur

Arthur Ignatius Conan Doyle (1859-1930) foi um escritor e médico britânico, nascido na Escócia, mundialmente famoso por suas 60 histórias sobre o detetive Sherlock Holmes, consideradas uma grande inovação no campo da literatura criminal. Foi um renomado e prolífico escritor cujos trabalhos incluem histórias de ficção científica, novelas históricas, peças e romances, poesias e obras de não-ficção.

Holmes é um investigador do final do século XIX e início do século XX. Sua primeira aparição foi em 1887 na revista Beeton’s Christmas Annual, na história Um Estudo em Vermelho. Todas as histórias, exceto uma, acontecem nas eras vitorianas ou eduardianas, entre 1880 e 1914. As histórias do detetive se passam entre vários cartões-postais da capital inglesa.

Sherlock Holmes não é o primeiro investigador do romance policial. Contudo, foi e ainda é famoso por utilizar, na resolução dos seus mistérios, o método científico e a lógica dedutiva. Sua habilidade para desvendar crimes aparentemente insolúveis, até mesmo para a Scotland Yard, transformou seu nome em sinônimo de detetive.

Embora não seja o primeiro detetive de ficção, Sherlock Holmes é indiscutivelmente o mais conhecido, sendo listado no Guinness World Records como o “personagem de filme mais retratado” da história.

A popularidade e a fama de Holmes são tais que muitos acreditavam que ele não era um personagem fictício, mas um indivíduo real. Considerado amplamente como um ícone cultural britânico, o personagem e as histórias tiveram um efeito profundo e duradouro sobre a escrita do mistério e a cultura popular como um todo, com os contos originais e milhares escritos por autores diferentes de Conan Doyle sendo adaptados para palcos e peças de rádio, televisão, filmes, videogames e outras mídias há mais de cem anos.

masp em casa

O personagem Sherlock Holmes tornou-se tão grande que chegou a obscurecer seu criador: raramente, ouve-se falar em Sherlock Holmes como “o personagem criado por Conan Doyle”, mas sim de Conan Doyle como “o homem que criou Sherlock Holmes”.

Um dos endereços mais famosos de Londres, 221B Baker Street, endereço fictício de Sherlock Holmes, abriga um museu com o nome do personagem. (Fonte: Wikipedia)

Quem disse?

“Sem dúvida, este foi o maior risco que corri: não partir.”

“Pior do que não terminar uma viagem é nunca partir.” Amyr Klink

Amyr Klink é um navegador e escritor brasileiro. Ele foi a primeira pessoa, em 1984, a fazer a travessia do Atlântico Sul a remo a bordo do barco IATE. Além de escrever livros, Amyr Klink faz palestras sobre planejamento, motivação, trabalho em equipe, liderança, empreendedorismo, entre outros temas, no Brasil e no exterior.

É pioneiro na área de palestrantes esportistas: em 33 anos de experiência, conta com mais de 2.500 palestras realizadas em 13 países. Ministra palestras em quatro idiomas (inglês, francês, espanhol e português).

É diretor da Amyr Klink Planejamento e Pesquisa Ltda. e da Amyr Klink Projetos Especiais Ltda. É sócio fundador do Museu Nacional do Mar, localizado em São Francisco do Sul (SC) e da Revista Horizonte. (Fonte: Wikipedia)

Leia também da mesma autora A arte em tempos de Covid-19

Deixe uma resposta