Início Destinos Joanópolis, a cidade do lobisomen

Joanópolis, a cidade do lobisomen

196
0
COMPARTILHAR

A 120 quilômetros de São Paulo, Joanópolis é um passeio interessante. A cidade, que teve o início de sua formação em 1730, conserva muitas tradições, principalmente religiosas, como festas “santas”, grupo de catira e de violeiros.

As lendas também se perpetuaram no tempo, como a do lobisomen. Apesar de  bastante comum em cidades do interior, Joanópolis se apropriou do “peludo” e fez dele seu grande atrativo. É bastante divertido passear pelo local e encontrar lobisomens sentados nos banco da praça, da loja ou mesmo ser servida por ele no restaurante de comida típica ou repentinamente vê-lo surgir na sua frente.

Mas Joanópolis oferece ainda outras opções, como a Cachoeiras dos Pretos, um verdadeiro cartão-postal com 154 metros de altura e um grande volume de água,  que forma várias piscinas naturais. O nome da cachoeira nada tem a ver com pretos escravos, como se imagina. Seu nome original, Cachoeira do Preto, faz alusão a Manoel Preto, caçador de índios que fez base nesse local durante algum tempo nos idos dos anos 1582. A área ao seu redor é um verdadeiro parque de aventuras, com atividades como arvorismo, rapel, boia cross e trilhas. Empresas locais oferecem ainda rafting, canyoning e saltos de asa-delta e de parapente pela região.

Culinária de Joanópolis é influenciada pela cozinha mineira

Por estar na divisa com Minas Gerais, a gastronomia local recebe grande influência, e os restaurantes oferecem pratos como frango caipira com quiabo e lombinho com tutu, com direito a um torresminho crocante como entrada. E há, ainda, várias lojinhas de queijos, doces e souvenires, como bonequinhos e cachaças do lobisomen.

Com cerca de 10 mil habitantes, boa estrutura de pousadas e atividades esportivas, natureza exuberante e clima bastante agradável, Joanópolis é emoldurada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira. E, para quem quiser estender o passeio, existe uma estrada de terra com 37 km que liga Joanópolis à famosa cidade de Monte Verde, que leva o título de Suíça brasileira.

Texto de Patricia de Campos

Deixe uma resposta