Início Governos Igreja da Pampulha reabre totalmente restaurada

Igreja da Pampulha reabre totalmente restaurada

288
0
COMPARTILHAR

Com investimentos de R$ 1,07 milhão do Governo Federal, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Igreja de São Francisco de Assis, no Conjunto Moderno da Pampulha, reabriu suas portas no dia 4 de outubro.

Primeira no Brasil construída nos padrões da arquitetura moderna, a Igrejinha da Pampulha, como é popularmente conhecida, foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

A cerimônia de entrega foi numa data especial para os católicos. Foi no dia de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais e da natureza e patrono da igreja.

O evento contou com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, do diretor do Departamento de Projetos Especiais (DPE/Iphan), Robson Almeida, do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, do arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor e demais autoridades locais.

Os procedimentos de restauração aplicados na Igreja de São Francisco de Assis incluíram revitalização de piso, revestimentos, pinturas, impermeabilização e recuperação de elementos danificados.

Houve ainda a remoção do forro da nave, instalação de telhas e calhas, revisão da instalação elétrica e reforma dos sanitários. A obra foi executada pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e pelo Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Minas Gerais.

Igreja é joia modernista feita por muitas mãos

Construída entre 1942 e 1943, o imóvel só foi entregue ao culto religioso mais de 15 anos depois, no final da década de 1950. Isso ocorreu devido à recusa de Dom Cabral, primeiro arcebispo de Belo Horizonte, em consagrar a Igreja enquanto casa de Deus, em razão de suas formas modernas, que contrariavam os padrões comumente utilizados em templos religiosos da época.

Projetada por Oscar Niemeyer, a Igreja é reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro desde 1947. Ela está inserida no Conjunto Moderno da Pampulha, reconhecido como Patrimônio Mundial desde 2016.

A convite do arquiteto modernista, importantes artistas colaboraram com a construção do templo: Cândido Portinari, nos painéis e pinturas; Alfredo Ceschiatti, nas esculturas; Paulo Werneck, nos painéis de arte abstrata em pastilhas e Roberto Burle Marx, no paisagismo do entorno.

Investimentos em Minas Gerais

A intervenção na Igreja de São Francisco de Assis é parte de uma série de ações que vêm sendo feitas pelo Iphan em Minas Gerais. Sete obras já foram entregues, entre elas a restauração do Teatro Municipal de Sabará, no mês passado. Outras nove estão em execução, somando investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões.

Leia mais sobre turismo religioso no Brasil e no mundo

Deixe uma resposta