Início Aviação Globalia anuncia planos de operação para o Brasil

Globalia anuncia planos de operação para o Brasil

161
0
COMPARTILHAR

Identificar oportunidades de atuação e concluir rapidamente um plano de negócios para o Brasil. Essa é a meta estabelecida pela Globalia. A empresa é a primeira aérea com capital 100% estrangeiro a obter autorização para operar voos no Brasil.

O anúncio foi feito recentemente ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e ao ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, pelo CEO da empresa, Javier Hidalgo.

Durante encontro realizado no Palácio do Planalto, a cúpula da empresa espanhola informou que entre os estudos que serão feitos estão as rotas que poderão ser comercializadas pela operadora. Há, ainda, a expectativa da companhia desenvolver no Brasil o modelo de gestão hoteleira já aplicado na Europa e no Caribe.

Na ocasião, Javier Hidalgo destacou a “oportunidade histórica” e prometeu que a empresa vai contribuir para a criação de empregos. Além de ajudar no cumprimento da meta de dobrar o número de turistas estrangeiros que visitam o país. O objetivo é chegar a 12 milhões frente aos atuais 6,6 milhões.

“As notícias trazidas pelos representantes da Globalia nos deixam extremamente confiantes. Estamos no caminho certo para fazer do turismo a mola propulsora da economia do nosso país. A entrada de uma nova empresa no nosso mercado permitirá redução dos custos das passagens aéreas. Isso beneficiará os cidadãos brasileiros que desejam viajar. Este é apenas o primeiro passo, vamos em busca de outros competidores”, afirmou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A chegada inédita de uma empresa com capital 100% estrangeiro no país foi resultado de articulação do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, com o CEO da Globalia, Javier Hidalgo, em reunião realizada no início de maio, na Espanha.

“Teremos no menor tempo possível um plano de negócios e um estudo das possibilidades apresentadas com esta oportunidade. Estamos estudando as rotas dentro do Brasil que nos permitam nos posicionar neste mercado”, garantiu Javier Hidalgo.

Hidalgo expressou ainda sua disposição em investir em outras áreas do turismo brasileiro, como hotéis. “Vamos também desenvolver no Brasil o modelo de gestão hoteleira que realizamos na Europa e no Caribe”, explicou ele.

Inovação

Em colaboração com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a Globalia criou o primeiro HUB Global de inovação no turismo – a Wakalua – uma plataforma que gera interação entre os setores públicos, privado, empreendedores e investidores. O objetivo é para identificar as novas empresas que irão liderar a transformação do setor turístico no mundo.

Neste momento, a Wakalua está trabalhando junto à equipe técnica do Ministério de Turismo de Brasil e da OMT no desenvolvimento de um programa de grande impacto para o desenvolvimento de um ecossistema empreendedor nesta indústria. O projeto deverá ser anunciado nos próximos dias.

Autorização de voo

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou no dia 22 de maio a concessão para a Globalia Linhas Aéreas Ltda começar a operar rotas domésticas no Brasil.

O grupo administra também a Air Europa. E trata-se da primeira empresa aérea internacional constituída no Brasil com 100% de capital estrangeiro para operação regular de voos de passageiros no país.

No mesmo dia, o Senado Federal aprovou a Medida Provisória 863/2018. A MP abre o mercado para a participação de 100% de capital estrangeiro em empresas aéreas brasileiras. A matéria aguarda a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Globalia

É o primeiro grupo turístico espanhol integrado, com faturamento de € 3,850 milhões em 2018. Está presente em mais de 20 países. Conta com 15 mil empregados em serviços de todos os segmentos do turismo.

Possui uma série de companhias independentes. Todas líderes em seus mercados, como a Air Europa (linha aérea), a Travelplan (operadora turística) e a Be Live (cadeia hoteleira), entre outras.

Leia também CEO da IATA fala sobre o mercado de aviação no Brasil

 

Deixe uma resposta