Início Artigos Eletricidade que locomove

Eletricidade que locomove

197
0
COMPARTILHAR

Quando Benjamin Franklin ‘descobriu’ a energia elétrica, há exatos 270 anos, não imaginava a revolução que seria isso e muito menos que a eletricidade faria as pessoas se locomoverem.

Hoje, a mobilidade elétrica é uma realidade. A China já tem 28% da frota eletrificada – o Brasil ainda engatinha, com 2,6%. As baterias que estão cada vez mais ‘verdes’.

Na Paxtour Mobilidade Corporativa, atuamos com frota 50% híbrida, 10% elétrica e 40% a combustão. A meta é eletrificar, até 2026, 100% das vans e sedans executivos. E até 2030, o total de micro-ônibus e ônibus.

Verificamos que o investimento ainda é alto, porém o retorno é mais rápido que dos veículos a combustão. Por quê? Baixa manutenção, isenção de impostos e rodízios, economia no abastecimento e linhas de credito sem juros – financiamento ‘verde’.

Para o uso familiar, as vantagens são enormes. Além da economia, mesmo com investimento inicial ainda alto, conta-se com um bem imune à depreciação – valor de revenda é igual ou superior ao da compra.

Até 2026, presume-se assim que o valor do veículo monido a eletricidade se equipare ao de combustão. Na Europa não se fabrica mais veículos a combustão. E assim caminhamos para um mundo mais limpo e respirável. No segmento de Mobilidade Corporativa não é diferente, com foco nas boas práticas do ESG.

Viagens acima de 300km, em um carro 100% elétrico, exigem uma parada de pelo menos 6 horas – autonomia ainda é limitada. Para os modelos de sedans disponíveis no Brasil, o mais autônomo é o JAC e-J7, e para Vans o modelo JAC iEV750V, que compõe a frota atual da Paxtour. Tem 405km, o e-J7 e 235km, a iEV750V de autonomia mínima. Há veículos menores com autonomia de até 600km.

A carga completa, em tomadas elétricas comuns, leva cerca de 12 horas. Carregadores rápidos, custo médio de R$ 8.000 reais, levam 6 horas. Na Paxtour, as garagens possuem “Usinas de Recarregamento” – uma linha direta de alta amperagem extraída da Geração de Energia Fotovoltaica, que atua com os Módulos Fotovoltaicos, Conversores e Acumuladores de Energia Elétrica Limpa. É mais eficiente, sem custo, muito mais rápido e não agride o meio ambiente.

A atual Recessão Técnica nos EUA e a Guerra no Leste Europeu alertam para a necessidade de reduzir a dependência de combustível fóssil. Urge melhorar as matrizes energéticas e eliminar as que geram muito CO2. O Brasil tem um traçado fluvial ótimo, mas ainda há muitas usinas termoelétricas, consumidoras de óleo diesel e gás.

A Mobilidade Elétrica veio para ficar, já ganha espaço no Transporte de Carga Intermodal e no Transporte Público, em São Paulo. Esperamos que, em breve, seja mais acessível à população em geral. Bom para a economia e menos agressivo ao meio ambiente.

Eletricidade que locomove

Artigo de Auro Nardelli Wandermüren, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Locação de Veículos e Mobilidade Corporativa (ABLOVEx), vice-presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC Brasil), conselheiro do CONTURESP e do COMTUR/SP, e é membro do SKAL Internacional São Paulo onde é Diretor de Eventos e Social. Como CEO da Paxtour Mobilidade Corporativa atua no mercado de Transporte para Eventos e Mobilidade Corporativa, há 21 anos, em todo o território brasileiro e exterior. 
Leia também Em São Paulo, empregos em locadoras de veículos cresceram 18.1%