Início Governos Caixa Econômica inicia operações com recursos do Fungetur

Caixa Econômica inicia operações com recursos do Fungetur

278
0
COMPARTILHAR

O acesso a linhas de financiamento via Fundo Geral do Turismo (Fungetur) ganhou um importante reforço. A Caixa Econômica Federal iniciará a operação dos recursos do fundo, principalmente, para micro e pequenas empresas de todo o país cadastradas no Cadastur.

Com o novo parceiro, o Ministério do Turismo espera preservar mais empregos e empresas impactadas pela pandemia de Covid-19. Inicialmente, a Pasta já disponibilizou R$ 200 milhões a instituição para que possa ofertar às empresas do setor. Ao todo, já foram concedidos, neste ano, mais de R$ 2,5 bilhões em crédito emergencial para empreendedores da cadeia produtiva do turismo.

A Caixa Econômica Federal está presente em todo o país, com 4.168 unidades próprias espalhadas de norte a sul, sendo 3.372 agências e 796 postos de atendimento. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destaca que a capilaridade da instituição facilitará o escoamento de recursos. “O credenciamento da Caixa para distribuição do dinheiro do Fungetur é uma ação extremamente importante, já que o acesso ao crédito para quem está lá na ponta será facilitado”, avaliou.

A medida foi possível a partir da ratificação de um termo assinado entre o Ministério do Turismo e a Caixa Econômica Federal publicado no Diário Oficial da União no último mês.

“A Caixa Econômica Federal já era parceira do Ministério do Turismo na liberação de linhas de crédito por meio do Fungetur. Agora, com esta atualização contratual, viabilizamos o acesso da instituição aos R$ 5 bilhões disponibilizados pelo Governo Federal por meio da Lei 14.051, de 2020, em socorro a empreendedores do setor, a fim de reduzir os efeitos da Covid-19”, explicou o secretário nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões, Lucas Fiuza.

O Fungetur conta, atualmente, com 23 instituições financeiras credenciadas. A ampliação do número de instituições habilitadas a operar o fundo é parte de um esforço permanente do Ministério do Turismo para garantir que o dinheiro chegue, de forma facilitada e mais rápida, aos empreendedores do setor de turismo que precisam destes recursos.

Prova disso é o recente credenciamento do maior banco de desenvolvimento regional da América Latina, o Banco do Nordeste (BNB). “Nós estamos trabalhando para que esses recursos cheguem na ponta e atendam a todo o Brasil”, destacou o secretário-executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno.

Leia mais sobre outras iniciativas governamentais para o setor de turismo

Deixe uma resposta