Início Cultural Brasileiro Claudio Tozzi abre exposição em Miami

Brasileiro Claudio Tozzi abre exposição em Miami

145
0
COMPARTILHAR

Desde a década de 1960, temas urbanos e conflitos sociais predominam nas obras de Claudio Tozzi. Esses temas constroem seu universo visual mesclado à estética pop. O artista iniciou sua trajetória com a apropriação de objetos, imagens retiradas de jornais, quadrinhos e fotos associadas a questões sociais por meio de conotações simbólicas.

Dos anos 80 até seus trabalhos mais recentes, ele intensificou suas preocupações formais. Em função disso, passou a trabalhar com elementos estruturais básicos: linhas, planos, cores e formas orgânicas, materiais que criam analogias com imagens pré-existentes e ampliam suas características construtivas.

Esta exposição, “Hinc Ad Horam”, tem um nome em latim difícil de pronunciar. Ele pode ser traduzido como “Desde Então até Este Momento”. 

Idealizada pelo assessor de arte Antonio “Teco” Cavalvanti, a exposição incluirá os últimos trabalhos de Claudio Tozzi. Estão incluídas desde estampas de alta qualidade até telas colossais. Juntas criam harmonia e contam uma história acentuada de um dos artistas latinos mais importantes do nosso tempo. Cada peça escolhida para esta exposição tem um propósito, um significado para estar lá.

Claudio Tozzi possui carreira internacional

Trabalhando com as melhores galerias do mundo, Claudio Tozzi foi aclamado em várias Bienais. Entre elas: São Paulo, Veneza, Paris, Medellin (Colômbia), Havana, Makurazaki (Japão) e Mercosul. Participou da exposição “Brasil 500 Anos“, provavelmente um dos mais importantes eventos que o Brasil já teve.

Em 2018, ele foi a estrela do The World Goes Pop, no Tate Modern, em Londres. A curadoria foi de Sofia Gotti. Suas obras estão em museus como: International Pop no Walker Art Center, Museu de Arte de Dallas, Museu de Arte da Filadélfia, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, Museu D’Arte Contemporânea em Villa Croce, na Itália, entre vários outros. 

Em 2016, o trabalho de Claudio Tozzi foi escolhido para estar em um dos 13 cartazes que ilustraram as Olimpíadas do Rio. Ele esteve ao lado de artistas como Beatriz Milhazes, Antonio Dias, o grafiteiro Kobra e Olga de Amaral.

Entre seus prêmios, em 2016 ele recebeu o Art Press Award, em Fort Lauderdale. O evento impulsionou sua carreira internacional e abriu seu caminho nos EUA. 

Segundo o artista, a narrativa da pop art norte-americana se baseava no consumismo e no glamour de imagens e produtos comercializados. Já o movimento pop latino tinha a maioria de suas obras nos anos 1960 e 1970 denunciando as ditaduras militares. 

“Eu era estudante de arquitetura e, como a maioria dos jovens, opus-me totalmente ao golpe e o meu trabalho reflete claramente isso”.

Arte Fundamental Gallery

241 NE 59th Terrace, Miami FL 33137

Abertura – 29 de março de 2019 às 18h

De 30 de março a 30 de maio

Outra opção de turismo cultural: Leia também sobre a exposição de Paulo Leminsky que percorre várias cidades

Deixe uma resposta