Início Artigos ARTUR na ABAV Expo 2019 – Segunda Parte

ARTUR na ABAV Expo 2019 – Segunda Parte

361
0
COMPARTILHAR

Na segunda e última parte de nossa cobertura da ABAV Expo 2019, a Revista ARTUR complementa as informações sobre o evento.

Dessa vez, descrevemos a primeira participação de Taiwan na feira e o surpreendente anúncio e convite para a segunda mostra de cinema daquele país em parceria com a Universidade de São Paulo, entre os dias 30 de setembro e 20 de outubro (com direito a realidade virtual em novíssima sala de exibição!).

Além de uma entrevista descontraída com o representante de Munique no Brasil, Giovanni Lenard, sobre as atrações artístico-culturais da capital da Baviera, na Alemanha.

Também comentamos mais alguns títulos sobre o setor de viagens, em palestras na Vila do Saber e sessões de autógrafos na Livraria Brainstore, durante a ABAV Expo 2019. Na sequência, também abrimos espaço para revelar um pouco do perfil de Gilce Reis, expert em shows a bordo de navios de cruzeiros.

Roberta Oliveira e o Bando de Lá encerraram a ABAV Expo 2019 com chave de ouro, na sexta-feira (27 de setembro), com muito samba no pé e sucessos de ontem e de hoje. Para finalizar, duas dicas valiosas de roteiros: Rio Imperial (RJ) e o 11º Festival Carreirinho de Música Raiz, em Bofete, no interior paulista.

Sabemos que os temas de interesse de nossos seguidores, disponibilizados por mais de mil marcas expositoras na ABAV Expo 2019, são inesgotáveis e preciosos, portanto ninguém perderá por esperar mais alguns dias, já que muitos deles serão abordados nas próximas semanas. É aguardar e conferir…até lá!

Taiwan

ARTUR na ABAV Expo 2019 – Segunda Parte

Estreando na ABAV Expo 2019, Taiwan, nação insular localizada a 180 km a leste da China, é conhecida historicamente como Formosa. Considerada o coração da Ásia, essa expressão serviu de slogan para seus atrativos durante a feira.

O destino possui cidades modernas, templos tradicionais, resorts de águas termais e relevo montanhoso deslumbrante. Taipé, a capital situada no norte, é conhecida pelos mercados noturnos movimentados. E também pela arte imperial chinesa exposta no Museu do Palácio Nacional, com uma coleção de mais de 680 mil peças de artefatos chineses antigos e de obras de arte, e pelo Taipei 101, um arranha-céu em forma de bambu com 509 metros de altura e uma plataforma de observação.

Ocupando o 2º lugar entre os países mais seguros do mundo, de acordo com o ranking do Institute Economics & Peace, o país, que possui apenas 23 milhões de habitantes e recebe 11 milhões de turistas por ano (apenas 5 mil são brasileiros), divulgou a beleza e diversidade de sua natureza e gastronomia. Assim como da vida noturna, opções de compras e roteiros sobre duas rodas e para casais apaixonados.

Seu mix de culturas, costumes, tradições e estilos de vida (China, Japão e da própria Taiwan) garante muito lazer e aventura. Além de um variado calendário de eventos ao longo do ano, de norte a sul.

Felizes coincidências

Em termos artístico-culturais, o principal destaque para os brasileiros este ano foi a abertura da segunda mostra de cinema de Taiwan, no dia 30 de setembro. Ela coincidiu com a inauguração de uma nova sala de exibição do Cinema da USP Paulo Emílio – CINUSP (Cidade Universitária – Rua do Anfiteatro, 181 – Favo 4).

A revista ARTUR teve o privilégio de participar, a convite de Isabel Tse-yu Hsu, diretora do Escritório Econômico e Cultural de Taipei em São Paulo, e de Andrea Chung, do Turismo de Taiwan (foto). O espaço está localizado no prédio do Anfiteatro Camargo Guarnieri, a pouco mais de cem metros da sua antiga sala.

Sob o título Novos Olhares sobre Taiwan, a mostra fica em cartaz até dia 20 de outubro (sessões às 16h e 19h). Ela traz experiências cinematográficas inéditas, redescobertas e restauradas, novos cineastas e tecnologias revolucionárias daquele país, a partir de 2000. A primeira é uma produção de 2017 em realidade virtual: The Deserted. As sessões acontecem de segunda a sexta-feira e devem preferencialmente ser agendadas em www.usp.br/cinusp/.

Com direção do mestre Tsai-Ming-Ling, em colaboração com a empresa taiwanesa HTC, conta a história de um homem que vive em um lar abandonado, afastado da cidade, que tem como único companheiro um peixe. Enquanto se recupera de uma doença, ele recebe visitas dos fantasmas de sua mãe, de uma noiva e de uma terceira mulher.

Munique (Alemanha)

ARTUR na ABAV Expo 2019 – Segunda Parte

Giovanni Lenard, representante do Simply Munich para o Brasil, nos revelou o que a capital da Bavária reserva para os próximos meses. “A notícia mais importante no contexto é o novo voo da Lufthansa, de São Paulo a Munique. Ele passa a operar a partir do dia 3 de dezembro, três vezes por semana, em seu novíssimo avião da Airbus A350-900. Isso irá facilitar muito para quem deseja visitar e conhecer a cidade.”

Em termos culturais e artísticos, o verão é a temporada mais fértil em Munique: “Nos meses mais quentes é possível realizar um maior número de eventos ao ar livre, e grande parte é gratuita. No Parque Olímpico costuma haver festivais, concertos e shows de rock. Em julho, por sua vez, ocorre o Festival da Ópera. Embora não seja gratuito, atrai gente do mundo inteiro, com espetáculos diários, praticamente”, complementa Lenard.

Embora ainda não sejam grandes entusiastas do gênero operístico, Munique vem arrebatando um número expressivo de brasileiros para museus e espetáculos de artistas e bandas pop.

A vida cultural da cidade é muito intensa e não se resume aos festivais e shows. Existem os inúmeros museus e a nova Pinacoteca, por exemplo. Aliás, os termos “velho” e “novo” não se referem aos edifícios, mas ao tipo de arte que lá se encontra.

Para todos os gêneros, públicos e faixas etárias há sempre uma opção permanente de passeio, mesmo que nada esteja ocorrendo de especial na cidade.

“Já visitei Munique diversas vezes, mas sempre me emociono com crianças de 8 a 12 anos visitando museus, todas sentadas no chão em frente a um quadro ou escultura famosa, com a professora e os guias detalhando a importância de determinada obra na história da arte. Há um direcionamento da educação para a cultura desde a tenra idade. É muito bonito e todos aprendem se divertindo, ou se divertem aprendendo.”

Giovanni Lenard acrescenta, ainda, que o fluxo de brasileiros a Munique vem crescendo. “Temos uma média de 11 mil pernoites por mês. De janeiro a julho deste ano foram mais de 70 mil, um aumento de 3,7% sobre 2018. Ou seja, independe de crise ou situação político-financeira; o que o brasileiro não deixam de fazer é viajar. E neste aspecto estamos muito bem.”

E  quem não fala alemão? Sem problema, pois o mundo do turismo é bilíngue. Em qualquer lugar é possível se comunicar também em inglês – hotéis, restaurantes, táxis etc.

Além disso, Munique é um centro cosmopolita, com alto percentual de estrangeiros, que moram e trabalham lá. É comum em hotéis e restaurantes ser atendido por gente fluente em português, espanhol, italiano. Para se locomover de ônibus e metrô é necessário comprar as passagens antecipadamente, sendo as máquinas têm opções para vários idiomas.

Dicas da Livraria Brainstore

“A História da Aviação no Ceará”

ARTUR na ABAV Expo 2019 – Segunda Parte

Em sua terceira edição, atualiza os avanços que o Estado obteve na área nos últimos anos. Nas suas 244 páginas, a publicação relata experiências pioneiras com balão em Fortaleza, capital do estado, e inclui personalidades cearenses que contribuíram para a evolução da aviação no Brasil.

Entre eles, Pinto Martins, aviador que fez voo histórico em 1923, entre Nova York e Rio de Janeiro, a bordo de um hidroavião, sendo apontado como realizador e pioneiro da rota. Seus autores são os jornalistas Antônio Augusto Oliveira e Ivonildo de Lavôr.

A Jornada do Aprendiz: Storytelling e Metodologias Ativas na Educação

O livro de Max Franco serviu de base para a palestra “A jornada do viajante: a essência da experiência do turista”, realizada em 27 de setembro. Calcada no trabalho de dissertação de mestrado do consultor, teve como objetivo demonstrar as aplicações da metodologia do storytelling no mercado turismo.

“Nada como boas histórias para causar engajamento nas pessoas e, inclusive, no turismo. Os destinos que mais atraem turistas são justamente aqueles que sabem contar as melhores histórias”, garante o autor.

Max é graduado em Letras, especialista em Educação e Mestre em Gestão de negócios turísticos. Atuou e ainda atua como guia internacional, professor, palestrante e consultor de empresas e instituições educacionais. Max Franco escreveu nove livros e é autor do blog www.maxfranco.com.br

Tem Alguém Indo Viajar

A autora Danielle Sommer e a ilustradora Daphne Lambros lançaram o terceiro livro infantil juntas pela Editora InVerso. Dessa vez, os pais dão uma “volta ao mundo” mas, detalhe, sem os filhos.

“Por meio das rimas, apresentamos algumas curiosidades de países como Japão, China, Estados Unidos, Argentina, Israel e África do Sul, entre outros! Desde pontos turísticos, gastronomia típica, vestuário, idioma até os souvenires, afinal, quem não gosta de ganhar presente depois de uma viagem?”, conta a autora Danielle Sommer.

“A inspiração dos desenhos veio do próprio texto, já que cada país apresentado é muito rico em detalhes. Já o uso das cores é baseado no arco-íris, demonstrando que viajar é uma experiência alegre e colorida, que nos leva a lugares que nem imaginávamos”, comenta a ilustradora Daphne Lambros. O livro, com 20 páginas, conta com o patrocínio da Elyontur Viagens e Turismo e da NC Turismo.

Sonho e as Pedras no Caminho

O livro de Felipe Rima foi inicialmente lançado em 2017, pela Editora Cene, e motivou a palestra realizada na sexta-feira, 27 de setembro, na Vila do Saber, e uma sessão de autógrafos.

É um convite para vislumbrar novos horizontes e desenhar projetos de vida. De maneira intensamente peculiar, Felipe Rima traz elementos que fogem das maneiras comuns em palestras. Fundamenta sua fala com músicas e poemas, que complementam a narrativa de sua história.

É também uma imersão na essência dos temas: superação; a importância de adquirir conhecimento; educação como ferramenta desbravadora de caminhos e a valorização do potencial humano, entremeada nos pilares: determinação; liderança; comprometimento; trabalho em equipe; inspiração; foco para alcançar metas; interferência positiva no mundo; paixão pelo que se faz e dedicação em longo prazo para novos projetos.

Felipe é rapper, músico, poeta, escritor, empreendedor social e produtor cultural. A partir da sua música e poesia, o jovem cearense narra sua história de vida e inspira pessoas a impulsionarem seus sonhos. É também fundador e coordenador da iniciativa “Batuque do Coração”, empreendimento social que atua como produtora e disseminadora de arte urbana em Fortaleza, no Ceará.

Após lançar um CD independente em 2011, chamado “Entre o Batuque do Coração e a Poesia da Vitória”, o qual vendeu mais de dez mil cópias de mão em mão, viajou por mais de 100 cidades do Ceará, dez estados do Brasil e outros dois países, e já inspirou mais de 100 mil pessoas com seus shows e palestras musicadas.

Na trajetória de Rima, pode-se acrescentar um  Prêmio Internacional e um vasto número de espaços conquistados pelo poder da palavra, poesia e RAP. Já palestrou no ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), TEDx Fortaleza  e completou uma jornada por mais de 400 escolas públicas com a palestra-show “O Poder dos Sonhos”!

Show de encerramento da ABAV Expo 2019 foi um sucesso

Roberta Oliveira e o Bando de Lá – Samba do Bixiga foram os escolhidos para encerrar mais uma edição de sucesso da ABAV Expo 2019, no terceiro e último dia do evento, 27 de setembro.

Conhecida pela beleza da voz e expressividade no palco, a cantora é tida atualmente como uma das revelações do samba paulista. Completando cinco anos de parceria musical com O Bando de Lá, a artista, nascida em Campinas (SP), se destaca também pela singularidade do repertório, que traz influências do samba rural, cantigas de terreiro e sambas de velha guarda.

O grupo Roberta Oliveira & O Bando de Lá surge em 2012 e nesses sete anos de trajetória prova a importância da resistência artística de um conjunto que, mesmo inserido no contexto contemporâneo do samba, conquistou espaço e notoriedade pelo trabalho de pesquisa e valorização de compositores da velha guarda, do samba rural e do samba de terreiro. Com seu repertório singular, a banda contribui para levar adiante uma herança musical por vezes esquecida ou até desconhecida pelo atual público da metrópole.

Acompanhada dos músicos Matheus Nascimento (violão), Parcio Anselmo (cavaco), Luiz Ribeiro (violão de sete cordas), Monalisa Madalena (pandeiro), Mônica Silva (surdo), Binho Geronimo (congas), Roberta emociona a comunidade do samba com sua voz, trazendo as obras de seus célebres compositores, como Eduardo Gudin, Paulo Vanzolini, Isaurinha Garcia, Carlão do Peruche, João Borba e Toniquinho Batuqueiro.

Atualmente, o grupo se apresenta fixo na Casa Barbosa e no Samburbano. Já realizaram shows no Sesc Campinas, Sesc Araraquara, Sesc Pompeia, Itaú Cultural, Traço de União, Programa Ruas Abertas e Vitrine (Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo), na Casa São Jorge (Campinas), entre outros.

O show fez parte da Ação Especial São Paulo, como destino anfitrião do evento, promovida pela Prefeitura Municipal de São Paulo, em parceria com a Secretaria Estadual de Turismo.

Apresentação sobre eventos em alto-mar

A palestra proferida na ABAV Expo 2019 por Gilce Reis no dia 27 de setembro, Show Business a Bordo: o que aprendi em 12 anos no Projeto “Emoções em Alto Mar”, é um relato da trajetória da união de duas indústrias: show business e turismo.

A especialista narrou todos os processos da realização do projeto: idealização, planejamento, execução e aprimoramento, ao longo dos 12 anos nos quais fez parte do comando, mostrando um cenário global da construção de um evento em alto mar, e como funcionam as áreas comercial, operacional, execução e financeiro.

Gilce Reis atua no segmento de viagens e eventos há 30 anos. Iniciou sua carreira no turismo na Cardealtur como consultora, tornando-se gerente de loja após onze anos. Em 2000 fundou a Quatro Estações, empresa de viagens e eventos com cases de sucesso pelo Brasil e mundo, atuando nos segmentos corporativo, eventos, lazer, show business, serviços artísticos e fretamento de aeronaves.

Em 2003 foi convidada pelo empresário do cantor Roberto Carlos, Dody Sirena, a compor a equipe do Projeto Emoções, para desenvolvimento do show a bordo Emoções em Alto Mar, atuando na área comercial e operacional do projeto que tornou-se um case de sucesso mundial.

No segmento de cruzeiros temáticos, atuou no Cruzeiro Country, Cruzeiro É o Amor e no Projeto Xuxa (madrinha MSC + filmagem do Mistério da Feiurinha + ação de marketing). Atua há 27 anos no segmento de viagens para o público jovem: cultural, formatura, Disney, Califórnia, Europa e intercâmbio. Em 2004 fundou a marca Trip Trupe, direcionada a esse segmento, tendo como diferenciais baladas, festas e shows de grandes artistas brasileiros na Flórida.

Turismo de experiência pelo centro do Rio de Janeiro

Tour Império Musical é a dica da Vitoria (vídeo) e o nome de um dos roteiros oferecidos pela Joy Rio – Turismo de Experiência, agência carioca que une visitação guiada com a música e a gastronomia.

Caminhar pelo Centro Carioca Imperial, degustar o delicioso bufê do café da manhã da tradicional e centenária Confeitaria Colombo e, em seguida, numa sala reservada, escutar e apreciar a música da época durante um belíssimo espetáculo com obras de compositores venerados do século XIX.

Após a apresentação, seguir em um passeio descontraído, da Rua Gonçalves Dias até o Paço Imperial. No caminho, é possível conhecer alguns dos prédios históricos mais importantes da cidade.

Esta é uma oportunidade para visitar a Cidade Maravilhosa sob a ótica imperial e vivenciar uma experiência histórica e interativa, recheada de curiosidades que não estão nos livros escolares.

Um programa para a família toda e também para grupos de amigos. O número mínimo por saída é de 15 pessoas.
É necessário agendamento prévio através do site, e-mail ou telefone (www.joyrio.com.br)

Centro Cultural de Bofete

No Centro Cultural de Bofete (SP) estão reunidos alguns pertences de um dos filhos mais ilustres daquele município, o grande compositor Carreirinho. Objetos como viola, letras de música, roupas de shows e fotos são destaque no local.

Quem curte esse gênero musical deve visitar o espaço ou agendar uma audição com o Coral Municipal, composto por integrantes bem variados – homens e mulheres com mais experiência artística e jovens bastante dispostos a manter a tradição.

Aliás, a cidade de Bofete é celeiro de muitos outros artistas que amam o estilo sertanejo de raiz. Outro grande ícone brasileiro da música caipira, Adauto Ezequiel, o Carreirinho, nasceu lá. Entre seus sucessos, incluem-se “Canoeiro”, regravado por Tonico e Tinoco.

Tamanha representatividade não poderia passar em branco. Há dez anos foi criado o Festival Carreirinho de Música Raiz. Desde então, duplas de várias partes do país se reúnem anualmente, numa competição em que a viola e as canções do autor estão presentes, além de shows nacionais em praça pública, que são a tônica do evento. Nomes como Milionário e Marciano, May e Karen, Gino & Geno, Di Paullo & Paulino, entre outros, já fizeram parte da festa.

Leia a primeira parte da edição da ARTUR na ABAV Expo 2019

Deixe uma resposta