Início Entidades de Classe Vinicius Lummertz aborda papel do turismo na retomada da economia paulista

Vinicius Lummertz aborda papel do turismo na retomada da economia paulista

334
0
COMPARTILHAR

O secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinicius Lummertz, será o palestrante da próxima edição do Fórum de Temas Nacionais. Evento virtual é realização da ADVB SP, da FBM (Fundação Brasileira de Marketing) e do IRES (Instituto ADVB de Responsabilidade Socioambiental), em parceria com a Skål SP e apoio do Grupo Conecta Eventos.

O tema do encontro é “O papel do turismo na retomada econômica do Estado de São Paulo”. Ele acontece dia 29 de abril, às 10h30, com transmissão pelo Canal Youtube ADVB.tv. O evento marcará, também, o lançamento da Edição 2021 de prêmio Top Destinos Turísticos, com presença de Aristides de La Plata Cury, presidente da ADVB-SP e Walter Teixeira, presidente da Skål SP.

Moderação do encontro caberá a Toni Sando, presidente do Visite SP – São Paulo Convention & Visitors Bureau. E os painéis serão pilotados por Fred Guidoni – presidente da APM (Associação Paulista de Municípios); Murilo Pinheiro – presidente da Amitesp (Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo); Marco Antônio de Oliveira – presidente da Aprecesp (Associação das Prefeituras Estância do Estado de São Paulo; Sebastião Misiara – presidente da Uvesp (União dos Vereadores do Estado de São Paulo).

Oportunidade rara

A importância dessa edição do FTN ADVB pode ser avaliada pelo empenho do secretário Vinícius Lummertz, que gravou vídeo especial a título de convite para o encontro. Entre os destaques da mensagem, Lummertz antecipa que abordará uma plataforma eletrônica de boas práticas que está levando ideias bem sucedidas e soluções a municípios de todo o país.

Também tratará das alianças do setor, de soluções possíveis e da recuperação econômica. Na conclusão, ressalta a importância do lançamento da edição 2021 do prêmio Top Destinos, um reconhecimento às cidades que mais apostam no turismo de São Paulo.

“É um privilégio fazer parte de um evento tão conectado com tudo aquilo que o governo de São Paulo deseja, para a retomada. Objetiva estender os benefícios advindos da atividade turística, tanto a municípios que já trabalham com turismo, como também àqueles que ainda se encontram no início do processo. Neste particular, é que se insere o prêmio Top Destinos Turísticos”, salienta Vinicius Lummertz.

Fortalecimento

O Top DT tem o apoio renovado de entidades como a Aprecesp, Amitesp, Visite SP e Uvesp. E em 2021, conta também com o apoio da Associação Paulista de Municípios — APM. É sabido que a pandemia impõe restrições sanitárias inibidoras da demanda. No entanto, recomenda a união de forças de todo o trade turístico.

“Temos de planejar estratégias que assegurem competitividade aos destinos turísticos quando houver a retomada da procura por viagens a lazer, intercâmbio, negócios e eventos. O Top DT contempla 16 segmentos do turismo, que atendem às vocações de qualquer município”, observa Aristides de La Plata Cury, presidente da ADVB – a entidade que realiza o Top DT, ao lado da Skål SP.

Números do Brasil e de São Paulo

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, em 2020 a pandemia da Covid-19 resultou no fechamento de 35,5 mil empresas de turismo em todo o Brasil. E na perda de 397 mil empregos no setor.

Houve, no país, redução de 12,8% da força de trabalho formal do turismo. Segmentos mais afetados foram bares e restaurantes (fechamento superior a 28 mil estabelecimentos); hotéis, pousadas e similares (três mil fechamentos) e agências de viagens (1,4 mil empresas fechadas).

No Estado de São Paulo, em 2020 registrou-se o fechamento de quase 11 mil empresas e perda de 128 mil vagas de emprego. De acordo com o CIET – Centro Integrado de Emprego, Trabalho e Renda, em 2020 registrou-se a não realização de 18 milhões de viagens (locais, interestaduais e interacionais). Estavam previstas 46 milhões, aconteceram 27,8 milhões. O não faturamento alcançou R$ 35 bilhões.

Tendências

Quanto às perspectivas 2021, o trade de turismo e o governo paulista entendem que o mais importante está na aceleração da vacinação. O setor responde rápido, o que reforça a importância da vacinação. Estudos da Secretaria de Turismo paulista apontam para um crescimento vigoroso em todos os segmentos, quando a pandemia estiver controlada. A busca por experiências genuínas e o contato com a natureza e a cultura local é uma tendência que foi acentuada pela pandemia.

De acordo com Vinicius Lummertz, as viagens em grandes grupos e o turismo de massa perderam espaço com a pandemia e talvez não recuperem. “Aqui em São Paulo, a gente acredita que o turismo vai se acentuar nas proximidades, o que significa que o turista paulista vai desbravar seu próprio estado”, afirma o secretário – “o que será muito bom para a retomada da economia do estado de São Paulo e o desenvolvimento de destinos de grande potencial que estão se consolidando”, avalia.

Investimentos

Em 2020, o Governo do Estado de São Paulo liberou mais de R$ 2 bilhões para apoiar os setores mais atingidos, entre eles turismo, eventos e atividades da economia criativa. Em 2021 o valor liberado está em R$ 275 milhões.

O conhecido Dadetur – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos manteve o repasse de R$ 43,9 milhões no primeiro trimestre desde ano e as obra de requalificação avançam.

“No ano passado, batemos o recorde de investimentos: foram R$ 223,3 milhões, o maior valor dos últimos seis anos. Foram atendidos 180 das 210 cidades turísticas do Estado, 70 estâncias e 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs)”, antecipa Vinicius Lummertz.

Dos recursos federais liberados pelo Fundo Geral do Turismo – Fungetur – do Ministério do Turismo, o Estado de São Paulo repassou R$ 410 milhões, que atenderam a mais de 1.500 empresas do setor, como bares, restaurantes e empresas de eventos. Esse resultado é 49% do repassado em todo o Brasil.

Leia também Aprecesp se une ao Movimento Supera Turismo

Deixe uma resposta