Início Cultural Três destinos de natureza sem aglomeração para viajar

Três destinos de natureza sem aglomeração para viajar

121
0
COMPARTILHAR

Enquanto os brasileiros ainda estão em quarentena em suas casas e não podem se aventurar pelo mundo, é possível sonhar com as próximas viagens e começar a pesquisar novos locais para conhecer. Confira abaixo três destinos para viajar após a pandemia. Não apenas são locais mais isolados e sem aglomeração, como também são ambientes naturais com características únicas.

Deserto de Wadi, Jordânia

Três destinos de natureza sem aglomeração para viajar
Wadi Rum Bubble Luxotel

Também conhecido como Vale da Lua, o deserto de Wadi Rum é um labirinto de paisagens rochosas. Localizado a 1.600 metros acima do nível do mar, situa-se em uma região montanhosa no sul da Jordânia.

Além de ser reconhecido como um dos desertos mais singulares e bonitos do mundo, foi o primeiro sítio misto da Jordânia a ser declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

O visitante pode explorar o deserto de 4×4 ou em camelos. Há opções de praticar escaladas e sandboard. Para os mais curiosos, é possível descobrir mensagens secretas gravadas há mais de quatro mil anos ou fazer um passeio de balão para ver o nascer do sol. Wadi Rum também é um destino ideal para os chamados glampings. Tudo sem chance de aglomeração.

No meio do deserto, existem acampamentos luxuosos com todas as comodidades de um hotel, como restaurantes, internet e banheiros privativos, com tendas panorâmicas envidraçadas, que permitem ver o céu estrelado durante a noite.

É possível passar a noite ao redor de uma fogueira escutando histórias de pessoas locais e provando pratos típicos dos beduínos.

North Island, Ilhas Seychelles

Três destinos de natureza sem aglomeração para viajar

Localizada no meio do Oceano Índico, a North Island fica a 30km de Mahé, principal ilha do Arquipélago de Seychelles. É uma ilha exclusiva com uma única opção de acomodação, um resort de nome homônimo que possui apenas 11 vilas. Ele ficou famoso por receber o casal real William e Kate Middleton em sua lua de mel.

Em meio à natureza preservada e uma paisagem paradisíaca, a sensação é de ter uma ilha inteira para o viajante, já que o serviço do hotel é pensado para manter a privacidade dos hóspedes.

North Island, inclusive, pode ser reservada exclusivamente para um grupo, seja uma viagem de férias em família e amigos ou para uma ocasião especial, como um casamento.

Na ilha são oferecidas atividades como caiaque, mergulho, passeios de barco e stand up paddle em praias de areia branca e águas cristalinas. Há também mordomos e chefs privativos, que preparam jantares personalizados.

Além disso, Seychelles é um país que registrou apenas 11 casos de Covid-19 e atualmente está livre da doença. Quando os brasileiros puderem viajar novamente para destinos internacionais, é um destino seguro e ideal para fugir das aglomerações e se conectar com a natureza preservada.

Ilhas Svalbard, Noruega

As ilhas Svalbard são conhecidas por abrigarem mais ursos polares que pessoas. Localizado no Oceano Ártico, entre a Noruega e o Polo Norte, o arquipélago é ideal para os amantes da natureza.

Com seu cenário invernal e uma diversificada vida selvagem, o destino é um convite para aventura. Por lá é possível passear de trenó puxado por huskies, fazer caminhadas no gelo, embarcar em safáris de snowmobile e muito mais.

Além das atividades, alguns dos maiores destaques são os fenômenos naturais próprios da região. Os destaques são o sol da meia-noite, que acontece no verão, e a aurora boreal, que acontece no inverno.

Longyearbyen é principal cidade do arquipélago e oferece uma ótima estrutura de acomodações, restaurantes e atividades culturais. Dessa forma, é possível curtir a natureza e o isolamento, sem aglomeração e com todo conforto. É certeza de diversão garantida.

Leia também Turismo pós-pandemia ganha novo significado

Deixe uma resposta