Início Entidades de Classe Trade turístico se reúne com parlamentares para defender a sanção sem cortes...

Trade turístico se reúne com parlamentares para defender a sanção sem cortes do Perse

311
0
COMPARTILHAR

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – ABIH Nacional, Manoel Linhares, foi um dos escolhidos pelas entidades do trade de turismo, reunidas no G20, para representar o setor de hotelaria e meios de hospedagem em reunião que teve como objetivo agradecer os parlamentares a aprovação do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse) – Projeto de Lei 5632 de 2021, na Câmara e no Senado, além  de afirmar a importância da sanção do presidente Jair Bolsonaro ao projeto.

“Na reunião, agradecemos o apoio dos parlamentares e os alertamos que o prazo limite para sanção presidencial do Perse, de preferência sem vetos, é no dia 3 de maio”, comentou o presidente da ABIH Nacional.

Segundo Linhares, o programa visa garantir a sobrevivência das empresas e empregos dos segmentos de eventos e turismo através de medidas de crédito, trabalhistas e fiscais que serão fundamentais na travessia da crise e na retomada das atividades econômicas. “O setor de eventos é fundamental para o turismo e, principalmente, para a hotelaria, sendo responsável por parte representativa do faturamento dos meios de hospedagem por todo o país”, explicou.

Entre os presentes à reunião estavam o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM), o presidente da Câmara, Arthur Lyra (PP); o deputado federal Felipe Carreiras (PSB), autor do projeto de lei em questão, a senadora Daniella Ribeiro (PP), relatora do PL 5632 no Senado, a deputada federal Renata Abreu (Podemos), relatora do projeto na Câmara, além do deputado Cacá Leão (PP), entre outros parlamentares.

O encontro também contou com a participação de artistas famosos, como Chitãozinho, Marrone e Bel Marques. “Essa mobilização é importante, pois o turismo movimenta uma cadeia produtiva que envolve 52 segmentos econômicos, gerando 2,9 milhões de empregos diretos, e está presente em todas as regiões do país, sendo responsável por cerca de 8% do nosso PIB (Produto Interno Bruto), movimentando em 2019 cerca de R$ 238,6 bilhões”, ressaltou Manoel Linhares.

O presidente da ABIH Nacional destacou ainda que a hotelaria está com sérios problemas financeiros, pois passou cerca de 8 meses do ano passado sem quase nenhum faturamento e, nos 4 primeiros meses de 2021, a ocupação foi  muito abaixo do ponto de equilíbrio, que é de 50%. Diante desse quadro, a maioria dos empreendedores do setor ressaltam que têm tido muitas dificuldades em obter empréstimos e linhas de crédito para conseguir se manter.

“A retomada segue lenta e temos visto diversos meios de hospedagem e empresas do setor de turismo encerrando suas atividades. Não podemos deixar que os empreendimentos, como hotéis, parques, agências de viagens, operadores, resorts, restaurantes e cruzeiros, além das empresas de eventos, deixem de existir. Por isso, essa reunião foi fundamental para que pudéssemos enfatizar a importância da sanção presidencial ao projeto”, afirmou o presidente da ABIH Nacional, ressaltando que o setor, no Brasil e no mundo, está em um momento de travessia em direção à retomada plena das atividades.

“Não tenho dúvidas da sensibilidade do nosso presidente da República, Jair Bolsonaro, sobre o potencial do setor de turismo no país e, com a aprovação do Perse, alavancaremos um setor que pode dar uma resposta imediata para a economia pois tem grande potencial de geração de empregos e renda, superior a qualquer outra atividade econômica”, finalizou Linhares.

Leia também Encontro entre ABIH Nacional e Marx Beltrão define pautas primordiais para hotelaria independente

Deixe uma resposta