Início Especial Covid-19 Saúde mental e trabalho na quarentena

Saúde mental e trabalho na quarentena

409
0
COMPARTILHAR

Em um período atípico e incerto como este que o mundo vive, por conta da pandemia do Coronavírus, é importante refletir e buscar entender o que pode ser feito para trabalhar o bem-estar e a saúde mental para passar por essa fase da melhor forma possível, sem prejuízos significativos no pós-crise. Afinal, deve-se estar preparado para o que vem pela frente, em especial as transformações no mercado de trabalho.

Por isso, devemos encontrar maneiras de amenizar o nível de ansiedade e angústia, que é elevado neste momento. A verdade é que ninguém está isento aos reflexos do isolamento social na sua saúde mental, mas é possível viver de forma mais saudável, procurando, inclusive, novos aprendizados com essa realidade atual.

Cinco dicas podem ajudar a passar com mais tranquilidade pela quarentena e, no final, sair fortalecido e mais preparado para as mudanças.

A primeira delas é organizar uma rotina diária. Especialmente se você segue trabalhando em home office, o indicado é planejar bem o tempo dedicado ao campo profissional e ao pessoal. Estabeleça horários para os afazeres (acordar, se alimentar, trabalhar, atividades extras), buscando uma lógica que atenda às duas demandas.

Procure se vestir com roupa confortável – não fique de pijama – e trabalhar em um ambiente que propicie maior produtividade. Isso significa portanto evitar ficar em sofás ou na cama, o que pode prejudicar diretamente o desempenho.

Saúde mental e trabalho na quarentena

Em segundo lugar, procure fazer algum tipo de atividade física, sem ultrapassar os seus limites. Pode ser pilates, yoga, exercício aeróbico, funcional, alongamentos e qualquer outra que consiga fazer em casa. Será muito positivo para a saúde mental e corporal, pois, quando se exercita o corpo, naturalmente a ansiedade e o estresse são amenizados.

Além disso, fortalece articulações, ossos e músculos, reduz o cansaço, evita dores no corpo, melhora o humor, a qualidade do sono e a autoestima, entre outros benefícios. Tudo isso impacta na performance diária em todos os sentidos.

O terceiro ponto para se manter saudável nessa quarentena é alimentar bem ao longo do dia. O corpo precisa estar bem cuidado para ter um ótimo desempenho. A alimentação adequada é benéfica tanto para o aspecto físico como mental e aumenta a disposição para realizar as atividades diárias. Ainda melhora a circulação, combate depressão, estresse, ansiedade e insônia.

O ideal é a ingestão diária de verduras, legumes, frutas. E, se possível, a consulta on-line com profissionais da área para uma melhor orientação. Esta pode ser uma boa hora para transformar os hábitos.

O momento também requer atenção às atividades que dão prazer. Talvez colocar em prática um projeto novo, iniciar um hobby ou até mesmo investir em autoconhecimento.

Saúde mental e trabalho na quarentena

Em tempos de isolamento social, grande parte dos profissionais está atendendo on-line, com oferta de meditação, terapia, coaching, grupos de estudos ou de leitura, aulas e cursos (música, línguas, artesanato, costura etc). É uma oportunidade de desenvolver o autoconhecimento e os dons, além de reduzir angústias e medos.

A última dica é se aproximar das pessoas que você ama. O isolamento físico é necessário, mas não é por isso que temos que ficar afastados mentalmente de quem gostamos. A tecnologia ajuda diretamente a superar este momento.

Então, porque não procurar maneiras de estar mais presente e de estreitar laços com as pessoas queridas? Todo tipo de atenção, carinho e amor que você puder dar e receber pode ajudar – e muito – a fazer com que esse período seja mais leve. Diversos estudos comprovam que essas relações desempenham um papel importante e essencial para o bem-estar e a felicidade.

Portanto, para se ajudar e ajudar o outro nesse período, que é passageiro, é preciso cuidar fortemente da saúde física e mental, que estão totalmente conectadas. Dessa forma, estará pronto e preparado para o pós-crise. Sem dúvida, será uma nova etapa, repleta de oportunidades.

Artigo de Bárbara Nogueira, diretora, Board Advisor e Headhunter da Prime Talent
Leia também Como gerenciar uma equipe durante a crise

Deixe uma resposta