Início Ecoturismo, Aventura e Esporte MW Trekking participou pela primeira vez da WTM Latin America

MW Trekking participou pela primeira vez da WTM Latin America

78
0
COMPARTILHAR

A MW Trekking, agência de ecoturismo participou pela primeira vez da 7° WTM Latim America como representante do Parque Nacional da Serra da Bocaina, no setor dos stands dos Parques Nacionais. Durante o evento, a agência especializada em ecoturismo apresentou seus roteiros de trekking e cicloturismo.

Há 25 anos organizando roteiros de travessias pelas trilhas da Serra da Bocaina, a MW Trekking foi a primeira empresa da região do Vale do Paraíba que dispôs do projeto de ecoturismo dentro do Parque Nacional da Serra da Bocaina, e seu entorno para milhares de turistas do Brasil e do mundo. O local é conhecido por seus visitantes, como o paraíso do Trekking.

A agência realiza diversos roteiros de travessias pelo Parque Nacional da Serra da Bocaina. Há programação para diferentes grupos de acordo com o nível de experiência de cada pessoa. Os itinerários são divididos entre light e aventura.

O objetivo é promover o verdadeiro turismo de experiência, organizando diversas rotas integradas à natureza. Os roteiros podem incluir trekking, cicloturismo, passeios de um dia, caminhadas e campings.

Recentemente, foi lançado o roteiro Off Road, que tem por finalidade treinar os novatos em pilotar veículos 4×4. Nesta modalidade, os usuários precisam aprender a dominar o veículo em obstáculos leves e travessias de rios.

A MW promove esta aventura para quem está começando a viver as emoções do off road em outros Parques Nacionais. Entre eles: o Pico das Agulhas Negras, no Parque Nacional do Itatiaia e na Chapada Diamantina.

Confira alguns dos roteiros da MW Trekking

Trilha do Ouro

A Trilha do Ouro foi relançada pela MW Trekking e hoje é um dos mais procurados roteiros da agência. É a mais famosa das travessias no Brasil. Fica entre as serras da Bocaina e do Mar, passando pelos trechos mais selvagens do Parque Nacional da Serra da Bocaina.

Grande parte de seu percurso foi coberto por enormes pedras colocadas por escravos nos fins do século XVIII. Eles usavam o caminho para escoar o ouro contrabandeado de Minas Gerais. Séculos mais tarde também foi usada para escoar o café.

Hoje, é usada pelos “mochileiros” que têm interesse em desbravar este maravilhoso mundo da floresta, caminhando por belíssimas paisagens durante três dias.

A saída é de São José do Barreiro (SP), cidade portal do Parque Nacional da Serra da Bocaina e chegando à praia de Mambucaba, em Angra dos Reis (RJ).

Caminho da Bocaina – Uma Peregrinação na Natureza

É uma travessia da Serra da Bocaina no sentido oeste/leste para quem gosta de se aventurar pelos rincões desconhecidos, sertões pouco desbravados e imensidões sem a presença humana.

O roteiro possui 93 km de extensão integrando as cidades do Vale Histórico passando pelos municípios de Silveiras, Areias, São José do Barreiro e Arapeí, terminando em Bananal no extremo do Estado de São Paulo na divisa com o Rio de Janeiro, sem passar pelos centros urbanos.

Seu trajeto é totalmente na montanha com muitos visuais. O caminho cruza florestas, pequenas propriedades rurais e cachoeiras e requer muito preparo físico dos participantes. Muitos fazem este roteiro para se preparar o Caminho de Santiago, na Espanha.

Os pernoites acontecem em pousadas e em casas de pau a pique de colonos no meio da floresta. Este roteiro é pura aventura e a cada parada o participante tem seu passaporte do Caminho da Bocaina carimbado.

Cicloturismo

Este passeio representa a liberdade de pedalar na montanha. Acontece sempre em um final de semana para curtir visuais, cachoeiras, comida boa em fogão a lenha e, principalmente, sentir a liberdade e adrenalina de pedalar pelas estradinhas e trilhas da Serra da Bocaina.

O trajeto passa por florestas, campos floridos e muita natureza. Também é realizado um pedal semi-técnico pelo planalto da Bocaina. O passeio proporciona uma oportunidade única de unir desafio, superação e a deliciosa sensação que só uma bicicleta pode proporcionar.

Travessia do Vale da Bocaininha

O Vale da Bocaininha liga o alto da Serra da Bocaina ao Bairro do Formoso, em São José do Barreiro-SP por uma linda trilha que passa aos pés do Pico da Bacia.

A programação parte da Pousada Recanto da Floresta subindo até o alto do Sobrado, a 1.890m de altitude. Em seguida, desce para o vale, cortando sua parte mais selvagem com florestas e travessias de rios.

Ao atingir os contrafortes da Serra da Bocaina, descortina-se um belíssimo visual de toda a região do Vale do Paraíba. A cena tem ao fundo a Serra da Mantiqueira para emoldurar esse quadro natural.

No caminho, além da possibilidade de observar animais selvagens e pássaros, é possível ver ao fundo as cidades de Resende, Barra Mansa, Itatiaia, no estado do Rio de Janeiros. O roteiro é finalizado na Cachoeira da Mata.

Dois Picos a emoção de subir alto

  

A Serra da Bocaina tem dois dos mais famosos picos da região do Vale do Paraíba. O Pico do Tira Chapéu e o Pico da Bacia também são os dois pontos de maior altitude da Bocaina. Ambos têm mais de 2 mil metros.

O desafio desta aventura é justamente subir e curtir o belíssimo visual destes dois famosos picos da Serra da Bocaina.

Camping Selvagem

É uma caminhada de 07 km até o Pico da Bacia, que é considerado o “Guardião da Cidade de São José do Barreiro”. Do alto dos 1.950m descortina-se uma belíssima paisagem dos Campos da Bocaina, da Represa do Funil, da cidade de São José do Barreiro, Resende, Itatiaia, Cruzeiro e muitas outras cidades plantadas nos mares de morros do Vale do Paraíba.

Após a montagem do acampamento o grupo aguarda o espetáculo do pôr do Sol a 2.050 m de altitude observando o acender das luzes das cidades e assistindo ao nascimento da Lua Cheia em um silêncio absoluto. Pela manhã, outro espetáculo, o nascer do sol sobre um mar de nuvens.

 

 

Deixe uma resposta