Início Destaque MTur publica nova cartilha do Programa de Regionalização do Turismo

MTur publica nova cartilha do Programa de Regionalização do Turismo

141
0
COMPARTILHAR

O Portal da Regionalização do Ministério do Turismo acaba de disponibilizar a versão atualizada da cartilha institucional. Ela aborda a sensibilização e a mobilização entre parceiros e interlocutores do Programa de Regionalização do Turismo (PRT). A ação faz parte do atual Plano Nacional de Turismo 2018-2022 – Mais emprego e renda para o Brasil.

Nova versão do documento está disponível apenas no formato digital. A cartilha não será distribuída por meio impresso, mas os usuários poderão baixar, gravar ou imprimir o documento de 41 páginas.

Rogério Cóser (foto de capa), diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo (Deotur) ressaltou a praticidade e a economicidade da cartilha digital. Ela está acessível aos usuários e demais interessados na temática da regionalização do turismo.

“É importante destacar toda a colaboração e parceria da equipe técnica da Pasta neste documento. Ele recebeu contribuições externas dos órgãos oficiais de turismo dos estados e dos interlocutores regionais do PRT”, disse.

A descentralização das decisões e ações nas esferas estadual, regional e municipal é um dos princípios do Programa.

O objetivo é tornar a regionalização do turismo sustentável

Para a coordenadora-geral de Mapeamento e Gestão Territorial do Turismo, Ana Carla Fernandes Moura, o documento fundamenta o princípio da sustentabilidade da regionalização do turismo com o objetivo de gerar ganhos através da atividade para quem vive nos destinos.

“Nem sempre a comunidade percebe o potencial do turismo em sua volta. É necessário formar lideranças, interlocutores e envolver o poder público para fortalecer o turismo”, comentou.

Nesse contexto, o Programa de Regionalização do Turismo apresenta-se como política pública para os municípios que integram o Mapa do Turismo e que formam as regiões turísticas. A regionalização ajuda no planejamento, gestão, promoção e comercialização integrada e compartilhada dos destinos.

O programa olha a região turística, e não apenas o município de forma isolada. Essa visão busca o maior aproveitamento dos recursos financeiros, técnicos e humanos. A integração cria condições e oportunidades para revelar e estruturar novos destinos turísticos mais qualificados e competitivos. O PRT orienta o desenvolvimento turístico contemplando as regiões e o crescimento dos municípios.

 

 

Deixe uma resposta