Início Ecoturismo, Aventura e Esporte Monte Roraima, destino de magia e superação

Monte Roraima, destino de magia e superação

325
0
COMPARTILHAR

Falar em turismo de natureza é descobrir lugares no planeta onde a mão do homem praticamente em nada tocou, mantendo o ambiente natural e as belezas que esse mundo no oferece, quase intactos, cheios de magia.

Monte Roraima, destino de magia e superação

Assim é o Monte Roraima, divisa do Brasil com os países da Venezuela e Guiana. É um lugar mágico, que mostra para o homem que as força das energias naturais são muito maiores do que nossos cientistas e físicos podem produzir.

Para fazer essa viagem é necessário estar preparado física e espiritualmente. São em média sete dias de caminhada. São três por pradarias até alcançar a base da enorme montanha que se ergue como um paredão dividindo fronteiras e o céu e a terra.

Monte Roraima, destino de magia e superação

Nesse primeiro trecho, embora suave, caminha-se por cerca de oito horas por dia, com bases de acampamento e alimentação. Ver a cada minuto que o monte sagrado está mais próximo, dá força para o passo seguinte. Quando o sol se põe e cobre de vermelho as paredes rochosas, num espetáculo cheio de magia que certamente seus olhos jamais viram.

A subida é cansativa, mas sem grandes dificuldades, podendo ser feitas por qualquer pessoa com bom preparo físico. Durante o caminho se tem a impressão de haver vários mundos dentro de um mesmo lugar.

Primeiro se deparar com uma flora própria, com plantas carnívoras que brotam do chão e das pedras, e animais que só nesse local existem, como o pequeno, quase minúsculo sapinho negro, além de outras espécies.

Depois de um dia chegar ao topo, onde o ponto mais alto tem  2.772 metros de altura, e ver abaixo apenas nuvens, dá a sensação que estamos no céu.

E é nesse momento que a energia de Makunaima (nome sagrado do Monte Roraima) se conecta a do espírito do viajante, formando uma só, onde é possível ver também com os olhos da alma. Este local que parece ser um portal entre mundos.

Andar por entres as rochas negra, esculpidas pelo vento, formada no período Proterozoico (cerca de 1,7 a 2 bilhões de anos) sobre lajes com espelho d’água que roubam o espectro de luz, formando poços multicoloridos com banheiras naturais e propício para simplesmente relaxar. Passar pelo “Vale dos Cristais”, formado por um “tapete” de vários centímetros de cristais brancos e rosados, que tira o fôlego pela beleza.

No topo, entrada para inúmeras cavernas e sumidouros, rios subterrâneos e cachoeiras. As cavernas formam uma verdadeira rede. São 10.820 metros de extensão e um desnível de 72 metros, onde está a maior caverna de quartzo do mundo.

Dormir acima das nuvens e se sentir abraço por Makunaima faz a hora da descida ter que voltar para uma realidade ali esquecida. Ninguém volta igual como foi nessa viagem onde história, geografia, geologia, mistério, energia, superação e magia, fazem parte “do pacote”.

Quem te leva até lá

Roraima Adventures

Contato: (95) 3624-9611

Leia da mesma autora Cozinha internacional nas montanhas da Mantiqueira

Deixe uma resposta