Início Destinos Mato Grosso do Sul promove pesca esportiva

Mato Grosso do Sul promove pesca esportiva

623
0
COMPARTILHAR
Mato Grosso do Sul promove pesca esportiva
Dourado só pode ser pescado na modalidade de pesca esportiva

O governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, sancionou a Lei que proíbe pelo prazo de cinco anos (a partir de março de 2019) a captura, embarque, transporte, comercialização, processamento e a industrialização do peixe Dourado (Sauminus brasiliensis).

A lei permite, porém, a captura na modalidade pesca-solta, conhecida também como pesca esportiva. Mato Grosso do Sul tem avançado a cada ano nas questões preservacionistas. E, dessa forma, vem promovendo ainda mais um turismo sustentável e ecologicamente correto.

Durante o período da piracema, que vai de 2 de novembro ao último dia de fevereiro, qualquer pesca é proibida. Com o novo foco do turismo de pesca e com a liberação a partir do fim do próximo mês, alguns hotéis já começam a se preparar. Alguns já iniciam a temporada com promoções.

É o caso do Lontra Pantanal, localizado a beira do Rio Miranda, em Corumbá. O hotel está dando desconto de 10% para reservas feitas agora para o período de março a julho. Quem quiser aproveitar é só entrar em contato pelo telefone (67) 99633-9735 ou pelo e-mail contato@pantanalsulturismo.com.br

Outras atrações no estado

Mato Grosso do Sul é mundialmente conhecido por sua biodiversidade, encontrada principalmente no Complexo do Pantanal e no Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Sua capital é Campo Grande e suas principais cidades turísticas são Bonito, Jardim e Bodoquena localizados no Parque Nacional da Serra da Bodoquena; cidades de Corumbá, Aquidauana, Miranda, Anastácio, e Porto Murtinho no Complexo do Pantanal; Ponta Porã e Bela Vista na fronteira com o Paraguai, além das cidades de Costa Rica, Rio Verde e Fátima do Sul.

As saídas para o Pacífico e Atlântico possuem uma característica única, que as diferenciam das demais. Elas são de molde a proporcionar uma reversão de expectativas em toda a região fronteiriça brasileira situada dentro das suas regiões de influência.

Em outras palavras, colocam em situação mais privilegiada em termos de desenvolvimento potencial as regiões mais afastadas dos grandes centros colonizados, tendo em vista que, quanto mais afastadas, mais próximas estarão dos portos oceânicos no Pacífico.

Deixe uma resposta