Início Especial Covid-19 Hotéis criam estratégias anti-Covid para além dos protocolos

Hotéis criam estratégias anti-Covid para além dos protocolos

487
0
COMPARTILHAR

Sabendo da alta demanda pelos destinos nacionais e prevendo um grande movimento, o setor hoteleiro adotou todas as medidas possíveis para tornar a estada de seus hóspedes uma experiência inesquecível não somente no atendimento e nos serviços, mas também na adoção de protocolos anti-Covid.

Um dos hotéis que está trabalhando nessa missão está localizado no centro de um dos principais destinos mais procurados nessa época do ano: o charmoso Capim Santo, de Trancoso.

O hotel fechou uma parceria com a indústria têxtil Delfim para o fornecimento do DelfimProtect – tecido antiviral com capacidade de inativar o Sars-Cov-2 em até um minuto – para ser utilizado para várias funcionalidades.

Com o tecido anti-Covid foram confeccionados uniformes para a equipe da limpeza, aventais para garçons, almofadas para as áreas comuns, além de uma delicada linha de pareôs – com estampas baseadas na arte em aquarela de Marina Salles – para os hóspedes utilizarem na piscina e demais ambientes.

Os mimos, produzidos pela Eliseu Confecções, além de serem barreiras de proteção eficientes contra o vírus, também são peças cheias de personalidade e retratam a atmosfera de Trancoso. Para quem quiser levar um para casa, o produto estará disponível na lojinha de souvenires do hotel.

“Nós vamos oferecer dias tranquilos com a adoção de todos os protocolos necessários para que nossos hóspedes se divirtam em segurança. E acrescentar esses cuidados, por meio dos itens que trazem o DelfimProtect, com certeza vai ampliar essa barreira contra o vírus, deixando todos mais protegidos, incluindo nossos colaboradores”, diz Marcel Leite, Diretor Executivo do hotel Capim Santo.

Segundo Mauro Deutsch, presidente da Delfim, ações como essa mostram a preocupação do setor hoteleiro com a questão da segurança. “As pessoas querem viajar porque estão cansadas de ficar em casa. Por outro lado, o receio em relação à pandemia causa preocupação quanto à segurança. O setor hoteleiro está atento a essa movimentação e se preparando para receber seus hóspedes com todo o cuidado. O DelfimProtect, presente em pequenos detalhes faz a diferença, como mostra o preparo do hotel Capim Santo”, afirma.

Hotéis criam estratégias anti-Covid para além dos protocolos

Foco na sustentabilidade da cadeia produtiva

A aplicação do tecido anti-Covid para espaços que precisam se preparar para receber o público tem uma infinidade de possibilidades, que envolvem desde o uniforme dos funcionários, forros de cadeiras, toalhas de mesa, até roupa de cama para os quartos. Além disso, marca presença em outros mercados, da moda ao segmento hospitalar.

“A inovação e o senso de colaboração fazem parte do DNA da Delfim. Como parte das premissas de atuação da empresa – desde a sua fundação, há 62 anos – desenvolvemos projetos com soluções customizadas com objetivo não apenas de atender às necessidades dos nossos clientes e parceiros, mas também de trazer um olhar para propostas que tenham aderência junto ao usuário final”, conta o presidente da Delfim.

Para tanto, a Delfim conta com uma área de pesquisa, desenvolvimento e inteligência de mercado que busca constantemente desenvolver estratégias de aplicação dos tecidos desenvolvidos pela empresa para os mais diversos segmentos.

“Nosso objetivo é garantir assim que ciclo de negócios seja efetivamente sustentável para todos, desde a nossa ponta como indústria 100% nacional fabricante de tecidos de alta qualidade, passando pela conexão com grandes confecções e segmentos de negócios dos mais diversos. Atuamos ainda em todo o suporte aos nossos parceiros, contribuindo assim também para estratégias de composição de produtos finais feitos a partir da nossa matéria prima que efetivamente tragam benefícios ao consumidor final”, frisa Mauro.

Exemplo mais recente desse modelo de atuação, o DelfimProtect foi especialmente desenvolvido pela Delfim, no início da pandemia, para oferecer uma proteção eficaz no combate ao novo coronavírus. Composto de 100% poliéster, conta com uma fibra mais fechada, o que garante uma proteção mecânica mais segura pela própria característica de seus fios.

Um de seus pontos que adicionam segurança aos usuários é a presença de micropartículas de prata capazes de inativar o novo coronavírus e outros em até um minuto. Certificado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o produto conta ainda com capacidade bactericida e repelência a líquidos.

Leia mais sobre outras matérias sobre ideias para retomar e incrementar os negócios

Deixe uma resposta