Início Governos Embratur e Centro de Formação Profissional em Turismo de Barcelona definem plano...

Embratur e Centro de Formação Profissional em Turismo de Barcelona definem plano de atuação com foco em inovação

42
0
COMPARTILHAR

O presidente da Embratur, Marcelo Freixo, esteve, no dia 22 de janeiro, em Barcelona, na Espanha, para conhecer as ações e programas da Faculdade de Turismo, Hotelaria e Gastronomia, vinculada à Universidade de Barcelona, e para mostrar como a inovação é fundamental para o turismo brasileiro.

Freixo foi recebido pela diretora-geral da faculdade, Elisabet Ferrer, e pelo diretor da instituição, José Antonio Pérez-Aranda, no Hotel Alimara, um hotel-escola localizado no complexo da instituição de ensino. Construído para os Jogos Olímpicos de 1992, hoje ele integra o Centro de Formação Profissional em Turismo (CETT).

No encontro, o presidente da Embratur conheceu os programas da faculdade e percorreu as instalações da instituição, que é referência na Europa em inovação e sustentabilidade no turismo. Por lá, são promovidas ações em permanente diálogo com o mercado, visando assim diagnosticar problemas e dessa forma propor soluções que melhorem a performance do setor, que representa 12% do PIB espanhol.

A inovação no turismo tem integrado várias ações estratégicas da Embratur desde o início da gestão, há um ano. Devido à alta competitividade do setor, a agência aposta em melhorias na eficiência e qualidade dos serviços turísticos, utilizando tecnologia para aprimorar dessa forma a experiência dos turistas estrangeiros e a gestão de destinos brasileiros, assim como, a promoção de produtos turísticos.

Além disso, pode contribuir para o desenvolvimento de novos produtos turísticos, atraindo portanto diferentes públicos, oportunizando experiências personalizadas e prolongando assim a permanência dos visitantes em um determinado lugar.

Em Barcelona, Freixo apresentou algumas experiências do EmbraturLAB, o laboratório que utiliza a tecnologia para formular soluções que melhorem a experiência dos turistas que visitam o Brasil.

“Trouxemos os bons resultados do que colhemos, e ainda estamos colhendo, do EmbraturLAB. A partir dos diagnósticos dos problemas obtidos e da coleta de dados, vamos atuar nos serviços turísticos oferecidos no país, nos conectando com o ecossistema de inovação, com pessoas, startups e empresas que possuam soluções tecnológicas inovadoras para contribuir com o turismo. Temos que pensar que a inovação é a chave para o turismo do futuro”, enfatizou.

A Embratur e a CETT definiram um plano de atuação conjunta com foco na inovação, como uma parceria com o EmbraturLab pautada no intercâmbio de conhecimento nesse setor. A ideia é portanto trocar conhecimento e boas práticas para desenvolver os setores no Brasil.

A instituição espanhola já tem atuação em turismo audiovisual e literário. Além disso, a Embratur vai mediar o diálogo com universidades brasileiras para conectar a produção do conhecimento entre Brasil e CETT. Também ficou definida uma reunião entre EmbraturLab e a instituição de ensino para montar assim um grupo de trabalho que desenvolva outros acordos de cooperação.

“Nós acompanhamos de perto práticas de excelência em todo o mundo para desenvolver o nosso trabalho na Embratur. A CETT é referência em inovação e sustentabilidade, que são duas áreas centrais para nossa gestão e para o governo Lula. Agora vamos construir um plano de trabalho para intercambiar boas práticas em inovação e conectar assim o turismo de Barcelona com o Brasil”, afirmou o presidente da Embratur, Marcelo Freixo.

Ainda no encontro, Freixo mostrou aos dirigentes da instituição espanhola como a inovação impacta as atividades dentro da Embratur por meio da equipe de Transformação Digital. Ele apresentou desde a implementação do programa Work AnyWhere, automatização de processos internos até a implantação de projetos voltados ao uso contínuo de inteligência artificial.

Leia também Embratur se reúne com Ancine para ampliar a promoção internacional do turismo audiovisual