Início Internacionais Dicas para quem visita Montevidéu com filhos

Dicas para quem visita Montevidéu com filhos

79
0
COMPARTILHAR

Para o turista que busca um plano para viagem com filhos, seguem aqui algumas dicas do que fazer em Montevidéu com seus pequenos, dentro do que seja uma proposta divertida e educativa.

O parque Biomas, dentro de Montevidéu, reproduz paisagens do mundo todo. Ele está localizado no lado oeste da cidade, na zona rural de “Paso de La Arena” e é um dos principais parques temáticos educativos do Uruguai. Apresenta inovações didáticas para crianças em idade escolar.

Antes de iniciar a visita, o guia convida as crianças a se deixar levar pelo mundo da imaginação e introduz características básicas de alguns cenários: “Vamos visitar as principais paisagens do mundo, preparem-se para sentir o frio da tundra, o calor do deserto e umidade da selva!”, ele diz.

O local recria desertos, savanas, estepes, tundra, taiga, pradarias, bosques e selvas com vegetação típica de cada lugar. Em cada um dos ecossistemas, os pequenos poderão experimentar suas cores, seus aromas e seus sons característicos.

Nesse parque, tudo está construído de maneira artesanal, os relevos e rochas foram produzidos com materiais reciclados.

O passeio dura em torno de uma hora e meia e pode ser feito com um guia especializado. Apesar das visitas acontecerem em espanhol, o trajeto se faz facilmente pelas trilhas que atravessam as diferentes paisagens.

Para os pais que possuem crianças de colo, o recomendado é levar uma cadeirinha de corpo. O caminho não é cômodo para transitar com carrinhos.

São mais de 40 espécies de plantas trazidas do exterior e não podem ser encontradas em outro lugar do país.

Museu de Arte Pré-colombiana e Indígena é um dos mais visitados em Montevidéu

A outra dica é levar os pequenos ao Museu de Arte Pré-colombiana e Indígena (Mapi). Esse tipo de passeio mexe com a imaginação e ativa a criatividade buscando entender a história.

O museu fica no centro, então esse passeio pode ser feito depois de um city tour. Uma boa pedida é iniciar da “Puerta de la Ciudadela”.

Já no museu, você encontrará mais de 700 peças arqueológicas e etnográficas. São relíquias de vilarejos originários da América e do atual território uruguaio que levarão as crianças a uma incrível viagem.

No Mapi, elas podem descobrir como eram estas terras há milhares de anos, que animais viviam aqui, o que faziam os primeiros moradores e que coisas inventavam.

Tudo isso enquanto jogam e criam a partir de diferentes atividades pensadas para que crianças, jovens e adultos possam conhecer um pouco mais da América Indígena.

As coleções estão organizadas em duas áreas temáticas e cinco geográficos e culturais. O principal é dedicado ao período temporário conhecido como Paleoíndio. Há outros espaços dedicados a diferentes regiões culturais do continente.

Durante a visita, existe o espaço Uruguai – com peças do atual território uruguaio – e os espaços correspondentes a área sul da Cordilheira dos Andes, a área Andina, a zona intermédia e a área mesoamericana.

Vale a pena conhecer as duas dicas de passeios, além de educativas, levarão os pais e filhos a um outro mundo.

Leia também Turismo em 2018 foi alem das expectativas no Uruguai

 

 

Deixe uma resposta