Início Eventos Dez novidades nos cartões postais de Nova York

Dez novidades nos cartões postais de Nova York

1114
0
COMPARTILHAR

Estátua da Liberdade, Empire State Building, Central Park… O que não falta em Nova York são ícones turísticos. Eles são reconhecidos mundo afora e verdadeiros ímãs de visitantes. A boa notícia é que essas atrações emblemáticas (e muitas outras) passaram por recentes reformulações e estão ganhando novidades ou recebendo eventos incríveis.

Dessa forma, os programas clássicos de Nova York tornam-se ainda mais imperdíveis. Seja para o turista de primeira viagem ou para quem já conhece a cidade.

TWA Hotel – Jamaica, Queens

Localizado junto ao aeroporto John F. Kennedy, o TWA Hotel abriu as portas em 15 de maio. Com isso, vem trazendo os visitantes de volta à glamourosa jet age, por volta dos anos de 1960, considerada a era de ouro da aviação.

O empreendimento, que funciona onde ficava o TWA Flight Center, conta com seis restaurantes e oito bares, além da Connie – uma aeronave Starline de 1958 reposicionada como um lounge retrô – e uma piscina de borda infinita, situada no terraço, com uma bela vista da pista de pouso/decolagem do movimentado JFK.

Statue of Liberty Museum – New York Harbor

O primeiro museu da Estátua da Liberdade foi inaugurado em 16 de maio na Liberty Island. Ele oferece uma experiência completa para quem quer conhecer esse grande símbolo da cidade.

O novo complexo, que guarda a tocha original da estátua (foto), é bastante interativo. São galerias cheias de atrativos e, claro, altos panoramas de Miss Liberty, de Lower Manhattan e do porto.

Recomenda-se visitar o museu no inverno norte-americano (dezembro a março), período de baixo fluxo de visitas ao monumento. Outra razão é que o frio dessa época do ano não será um problema, uma vez que o complexo conta com controle de temperatura, garantindo um clima agradável à visita.

Empire Outlets – St. George, Staten Island

Pegue o tradicional ferry gratuito que parte de Staten Island rumo ao Empire Outlets, um tremendo destino de compras low cost da cidade. Aberto em 15 de maio, o outlet abriga cem endereços, entre restaurantes e lojas. Nike, GAP, Guess, Banana Republic, H&M, Nordstrom Rack e Levi’s são algumas delas. Em breve, entrará em funcionamento o MRKTPL, um espaço onde será servida uma comida mais artesanal.

Belvedere Castle – Central Park, Manhattan

O histórico Castelo de Belvedere, no Central Park, ícone de Nova York, reabriu em 28 de junho. Foram 15 meses de obras que consumiram US$ 12 milhões. O projeto repaginou a estrutura de 161 anos, incluindo a recriação de uma torre de madeira que integrava o edifício original. Do local se tem belos visuais do parque mais famoso do mundo.

Duas novas experiências interativas no Empire State Building – Midtown, Manhattan

O Empire State Building inaugurou a segunda fase do Observatory Experience no dia 29 de julho. Trata-se de um projeto de US$ 165 milhões. Ele reúne no segundo andar do prédio galerias que exploram a história do edifício, da construção à sua onipresença no imaginário dos turistas que visitam Nova York.

Até dezembro, o Empire State Building e a NYC & Company apresentam o “NYC: Above and Beyond” (Nova York: acima e além), uma nova experiência interativa elaborada para oferecer dicas de viagens personalizadas e roteiros aos visitantes.

A atividade é realizada no 80º andar e oferece uma lista personalizada aos usuários. Eles podem selecionar seus programas favoritos na cidade e enviá-los por e-mail ou diretamente a seus celulares e tablets.

Um novo MoMA – Midtown, Manhattan

Um projeto de renovação e expansão está em andamento no Museu de Arte Moderna, o MoMA. Ele realçará suas galerias e áreas públicas. A ação vai aumentar o espaço da galeria em um terço. Isso permitirá que o MoMA mostre sua coleção sob novos conceitos, com ênfase na arte e em artistas de diversas origens e perspectivas.

O visitante pode conferir também o espaço de exposições que o museu mantém em Long Island City, no Queens. É o MoMA PS1, que encanta com seu criativo acervo de arte contemporânea.

MET rumo ao aniversário de 150 anos – Upper East Side, Manhattan

Outro clássico nova-iorquino, o Metropolitan Museum of Art (MET) recebe, de 29 de outubro a 26 de janeiro, a exposição Félix Vallotton: Painter of Disquiet, uma retrospectiva de pinturas e gravuras do artista suíço que viveu entre 1865 e 1925 e foi figura importante no desenvolvimento da xilogravura moderna.

A mostra também reúne o retrato que Vallotton fez da escritora e poetisa norte-americana Gertrude Stein. Ela apresentará também um retrato dele produzido por Picasso – e que pela primeira será exibido ao público. Em 2020, é hora de voltar ao MET para as comemorações dos 150 anos. O museu já vem divulgando uma programação especialíssima de mostras e eventos.

Coney Island e Luna Park – Coney Island, Brooklyn

O Luna Park, o mais famoso parque de diversões de Coney Island. Ele funciona nos finais de semana e em alguns dias úteis até o final de outubro. É uma ótima alternativa para evitar as multidões que “desfilam” por Manhattan e, de quebra, curtir a vista da praia.

O público pode aproveitar clássicos como o New York Aquarium, recentemente reaberto e que está com a exposição Ocean Wonders: Sharks! (Maravilhas do oceano: tubarões!); os tradicionais cachorros-quentes do Nathan’s; e o calçadão que segue pelo parque.

Em 2020, o Luna Park prevê estrear um programa de aventura, com arvorismo, tirolesa e tobogãs. Outras novidades serão uma praça gastronômica ao ar livre e fliperamas, aumentando a área do complexo em cerca de 42 mil metros quadrados.

New York Botanical Garden – Fordham, The Bronx

Entre 2 e 17 de novembro, a exposição Kiku: Spotlight on Tradition (Kiku: foco na tradição) traz ares exuberantes ao já idílico jardim botânico da Big Apple, uma vez que põe o público em contato com uma sucessão de majestosos e coloridos crisântemos, uma flor muito cultivada no Japão e cujo plantio exige precisão, cuidado e paciência – ali, horticultores se dedicaram ao cultivo da espécie por 11 meses, utilizando tanto técnicas tradicionais como modernas, para que os crisântemos florescessem em toda a sua formosura.

Já em 2020, a área verde abre espaço para a primeira exibição em larga escala de Yayoi Kusama. Ela mostrará como a natureza inspira e propicia o engajamento da artista em relação a esse assunto. Assim, a exposição trará trabalhos concebidos especialmente para esse projeto. Ele poderá ser conferido entre 2 de maio e 1° de novembro de 2020.

The Apollo Theater Harlem, Manhattan

O teatro comemora seu 85° aniversário este ano com uma série de ações, como uma nova adaptação para os palcos de Between the World and Me, do autor Ta-Nehisi Coates, além de uma obra clássica do Ballet Hispánico e a 31ª temporada da aclamada Amateur Night at the Apollo.

No outono de 2020 (entre setembro e dezembro pelo calendário do Hemisfério Norte), esse símbolo cultural do Harlem abrirá as portas como The Apollo Performing Arts Center. Serão dois novos teatros no número 233 da West 125th Street, parte do projeto Victoria Theater Redevelopment.

Será a primeira expansão física do Apollo em seus quase 85 anos de história. Ela permitirá ao complexo aumentar a programação artística que oferece, bem como o número de programas educacionais e comunitários disponibilizados à população da vizinhança.

Leia também Destinos para sair do comum nos Estados Unidos

Deixe uma resposta