Início Agências de Viagem e TMCs Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

257
0
COMPARTILHAR

Com o agravamento da pandemia no país, os planos de viagens precisaram ser adiados novamente. No entanto, para quem ama viajar, há alternativas. Segundo Júnior Lins, Diretor Executivo da Agência de Viagens Bancorbrás, uma tendência para os próximos meses é a busca por destinos com menor fluxo turístico e que permitam que o turista se afaste dos grandes centros urbanos para descansar e se manter mais isolado de forma segura.

O diretor ainda ressalta que os viajantes devem ficar atentos às informações da região antes de reservar uma data para a viagem. “O momento agora é de se cuidar e planejar o passeio com antecedência para o futuro”, afirma.

Com foco nessa tendência, a Agência de Viagens Bancorbrás selecionou quatro destinos com pouco fluxo turístico para os viajantes aproveitarem durante esse período de distanciamento social. São opções de refúgio em Tocantins, Goiás e no Pará.

Parque Estadual Terra Ronca (GO)

Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

Localizado em São Domingos, a 600 km de Brasília, o parque é famoso por suas belezas naturais. No destino é possível visitar grutas e cavernas, algumas com mais de 60 milhões de anos. Além disso, os turistas também podem encontrar em suas paredes pinturas rupestres de mais de 10 mil anos. A Caverna Angélica e a São Bernardo são imperdíveis.

Jalapão (TO)

Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

No Tocantins está a pequena cidade de Mateiros, que tem em sua paisagem as belezas naturais do Jalapão. A região é conhecida por seu ecoturismo. Os turistas podem conhecer a cachoeira da Formiga, os fervedouros, as dunas do Jalapão e outros lugares. Além disso, na cidade é produzido o famoso artesanato com capim dourado, que é vendido em todo o Brasil e em alguns países no exterior.

Serras Gerais (TO)

Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

Ainda no Tocantins, a 500 km de Palmas, entre os municípios de Aurora do Tocantins e Taguatinga (sudeste do Estado), está as Serras Gerais, a maior cadeia de serras do Brasil e o destino perfeito para quem gosta de natureza. No local, os turistas vão encontrar rios com águas cristalinas, praias de água doce e belas quedas d’água.

Alter do Chão (PA)

Destinos de menor fluxo turístico são tendências para os próximos meses

Localizado no município de Santarém, a 1350 km de Belém, Alter do Chão foi eleito pelo jornal The Guardian como um dos mais belos destinos de praia do Brasil. O local oferece para os turistas cenários incríveis no Norte do país.

Os turistas podem apreciar as belezas do Rio Tapajós e Arapiuns em passeios de barco e lancha, curtir momentos de descanso nos bancos de areia branquinha e aproveitar a famosa culinária paraense.

Na região, uma atração em especial chama a atenção: o aquífero de Alter do Chão. É uma área com grande quantidade de água doce subterrânea, capaz de abastecer todo o planeta por 250 anos. Essa descoberta é um dos motivos que atrai tantos estrangeiros para a região todos os anos.

Devido à pandemia do novo coronavírus, os destinos adotaram protocolos de biossegurança e controle do fluxo de turístico para garantir a saúde e bem-estar de todos os moradores e turistas. De acordo com os interesses do cliente, a Agência de Viagens Bancorbrás também pode auxiliar a elaborar um pacote completo, com itinerário detalhado que se encaixa no orçamento, perfil e objetivo de cada viagem “Nós temos uma equipe especializada que oferece todo tipo de informação e orientação”, finaliza Junior Lins.

Leia também Itacaré-BA: destino para quem quer fugir das aglomerações

Deixe uma resposta