Início Artigos Como surge um destino?

Como surge um destino?

215
0
COMPARTILHAR

Um destino surge com a somatória de diversos fatores. Para quem acha que o local tem que ter um atrativo natural, a resposta é sim e não, ao mesmo tempo.

Um bom exemplo disso é a cidade de Joanópolis, em São Paulo, que embora tenha como atrativo natural a maravilhosa Cachoeira dos Pretos, não é apenas ela que atrai visitantes do entorno. Joanópolis resolveu então adotar a figura do Lobisomen, presente em nosso imaginário desde a mais tenra idade. Hoje é um destino bastante procurado por turistas de todo o país.

Outro bom exemplo ainda no Estado de São Paulo, é a cidade de Olímpia. Ela fica distante quase seis horas de São Paulo, com temperaturas constantemente altas, sendo polo de tradições folclóricas desde 1958, recebendo o título de Capital Nacional do Folclore em 2017, mas mesmo assim atrai um número limitado de turistas.

Como surge um destino
O parque aquático Thermas dos Laranjais é um dos principais empreendimento de Olímpia

Foi com o investimento e criação de um parque aquático, que sabiamente aproveitou as águas do aquífero do subsolo local, que a cidade surge como como um destino para férias em família. Hoje, com outros parques aquáticos e a construção de diversos resorts, recebeu no ano de 2019, quase três milhões de turistas. Um aumento de 12,8% no ano de 2020.

Os atrativos naturais também são pontos a serem explorados. Capitólio, em Minas Gerais, era apenas um lago de Furnas, com água azulada e paredões. Consolidou-se como o “mar de Minas” e hoje recebe um imenso número de ônibus a cada fim de semana.

Nesse país de extensões continentais, existem muitos destinos a serem descobertos. Porém para que sejam procurados, é necessário que sejam conhecidos. Para isso é fundamental que tenham uma empresa de representação (a Gentileza r.p. faz esse trabalho junto as operadoras e agências) e uma boa assessoria de imprensa, para fazer o local virar notícia.

É um trabalho de construção que demanda tempo, mas que traz resultado. E quem ganha são todos os que moram no local, pois com o aumento do turismo é necessária uma demanda maior dos meios de hospedagem, restaurantes, guias locais e demais serviços.

No momento quase pós pandêmico em que vivemos, a busca por novos destinos chamados de “natureza”, passa a ser cada vez maior, porém se não se está na vitrine para ser visto, como ser descoberto?

Leia da mesma autora São Bento do Sapucaí, um cantinho especial em São Paulo

Deixe uma resposta