Início Hotéis Como a hotelaria está se adaptando ao coronavírus

Como a hotelaria está se adaptando ao coronavírus

82
0
COMPARTILHAR

Em vista da pandemia do Covid 19 e das orientações do Governo do Estado do Rio de Janeiro, bem como do Ministério da Saúde, a hotelaria está de adaptando e tomando as devidas providências para evitar a propagação do novo vírus.

Em função da pandemia do coronavírus, os hotéis estão se adequando às normas e decretos divulgados pelo Governo do Estado e Ministério da Saúde. Todos estão se adaptando às medidas de higiene. Entre elas é a limpeza dos ambientes com álcool em gel 70%.

“Aqui esse produto já era utilizado na limpeza dos espaços, mas agora está sendo reforçada. Disponibilizamos o álcool também para os colaboradores e em locais comuns do hotel para os hóspedes“, explica Isabel Dourado, gerente geral do Laghetto Stilo Barra Rio.

Funcionários dentro do grupo de risco estão de férias ou folga (deduzidas de banco de horas pré-existente), e todas as áreas de lazer do hotel estão fechadas (piscina, saunas, jacuzzi, brinquedoteca, academia e SPA).

Isabel reforça a preocupação pelo bem estar geral. A remarcação de reservas feitas diretamente com o hotel por exemplo, são gratuitas, no intuito de ajudar os hóspedes.

Além disso, avisos com as orientações de prevenção e higiene foram espalhados nas áreas comuns do estabelecimento, no intuito de ajudar os hóspedes a se protegerem e adotarem as medidas necessárias.

Como a hotelaria está se adaptando ao coronavírus

Se adaptando ao momento, restaurante atende pelo aplicativo

O restaurante Brasileirinho, sob comando do Grupo Cozinha Típica, também está se adaptando e seguindo as orientações e, em vista do atual cenário, o restaurante inicia seu serviço de delivery pelo aplicativo Ifood,funcionando de 11h às 22h.

Segundo o Leonardo Braga, sócio fundador do Brasileirinho, o serviço de delivery é visto como uma alternativa em face à pandemia do coronavírus.

“A nossa preocupação é também com o bem estar dos funcionários, além do ir e vir de cada um. Mas estamos adotando todas as medidas de higienização com álcool 70%, e estamos funcionando apenas com um terço das mesas no espaço físico. Além disso, estamos flexibilizando o horário da equipe de acordo com a demanda do restaurante”, explica Braga.

O momento pede iniciativas criativas, e Isabel apoia o movimento do restaurante. “Para ajudar na contenção da propagação do vírus, estamos buscando novas alternativas para que o faturamento dos setores do hotel, como é o caso do restaurante, consiga perseverar”, pontua a gerente geral, que conclui ainda que é hora de inovar.

“Sabemos que a economia já está sendo afetada em todos os setores, é hora de buscar alternativas para seguirmos com saúde financeira”, reforça Isabel.

Leia também Saiba mais sobre o coronavírus

Deixe uma resposta