Início Assistência de Viagem Cinco coisas que os viajantes não sabem sobre seguros

Cinco coisas que os viajantes não sabem sobre seguros

486
0
COMPARTILHAR

O seguro viagem é um item essencial para todos os viajantes, podendo salvar o bolso do turista de alguns imprevistos bem caros. Além do fato de ser obrigatório em 30 países da Europa, ele é muito útil, por exemplo, caso o turista fique doente.

Mas muitos viajantes ainda não conhecem muito sobre este assunto. Consultamos a April Brasil Seguro Viagem que listou cinco coisas que a maioria dos viajantes não sabe sobre este tema.

Os viajantes podem pedir reembolso pelos gastos com os remédios receitados

O seguro viagem não tem apenas uma cobertura médica e hospitalar, mas também para despesas farmacêuticas. Isso significa que, caso seja necessário acionar o seguro para passar por atendimento médico, qualquer medicamento receitado poderá ser reembolsado pela seguradora. Para isso, basta guardar a receita e as notas fiscais para fazer a solicitação quando a viagem terminar.

Se quem viaja sozinho precisar ser internado, a seguradora levará um acompanhante até ele

Em caso de acidentes ou doenças de recuperação mais demorada, os médicos podem indicar a internação do paciente. Caso ele esteja viajando sozinho e a internação seja por mais de três dias, não precisará passar por isso sem companhia. Os viajantes que possuem seguro poderão ter a companhia de alguém de sua família, com despesas de passagem aérea e hospedagem pagas.

É possível incrementar o seguro com coberturas adicionais

Muitos seguros oferecem, além das coberturas básicas, algumas opções adicionais para os viajantes ficarem mais tranquilos. Há seguro para laptops e smartphones e proteção contra danos à mala, por exemplo. Além de outros adicionais e possíveis aumentos de valores de coberturas como a de extravio de bagagem.

O seguro oferecido por cartões de crédito não é igual aos produtos de empresas especializadas

Muitos cartões de crédito oferecem seguro viagem gratuito para seus clientes. No entanto, é importante conferir as características do produto. Muitas vezes, o valor da cobertura é definido de acordo com o status do cliente (Gold, Platinum, etc), e não é possível personalizá-la da maneira mais adequada.

Além disso, o serviço prestado geralmente funciona em forma de reembolso, não de assistência. Isso significa que, caso seja necessário ir a um médico, os viajantes terão de pagar a consulta e, só depois, receber o reembolso daquele gasto, o que pode comprometer todo o orçamento da viagem.

Se for preciso interromper a viagem, os viajantes não saem no prejuízo

A cobertura de cancelamento de viagem garante o reembolso de despesas como passagens aéreas ou diárias de hotéis não-reembolsáveis caso a viagem precise ser cancelada por determinados motivos.

Assim, é possível acionar o seguro para casos de demissão, mudança de emprego, visto negado, entre outros. É importante lembrar que, em viagens em grupo, se todos possuírem o seguro com a cobertura expandida, 100% dos viajantes terão direito ao cancelamento.

Leia também Seguro viagem para gestante: por que contratar?

Deixe uma resposta