Início Em Destaque Andradas realiza 1º Fórum de Turismo

Andradas realiza 1º Fórum de Turismo

491
0
COMPARTILHAR

O 1º Fórum de Turismo realizado na cidade de Andradas, no sul de Minas, no dia 5 de julho, foi promovido pelo Núcleo Setorial de Turismo da Associação Comercial, Industrial e Rural de Andradas (ACIRA-CDL). O evento contou com o apoio da prefeitura municipal.

A iniciativa que visa fomentar o turismo local e regional, reuniu cerca de 130 pessoas de várias cidades. Na programação, palestras sobre temas que fortalecem o desenvolvimento de atividades que a trazer visitantes para a região durante o ano todo.

Entre os temas abordados, destaque para “Organização local do turismo receptivo: parceria público-privada”; “Turismo é a bola da vez”; “Turismo como fator de desenvolvimento econômico”; “Caminhos de um desenvolvimento sustentável” e “Compartilhando informações sobre o Sistema Municipal de Turismo da Prefeitura de Extrema-MG”. Além de “Linhas de crédito para apoio ao turismo” e “Inteligência para o desenvolvimento do turismo”.

O Pico do Gavião e um dos pontos turísticos da Andradas

O presidente do Skål Internacional São Paulo e vice-presidente do Núcleo de Turismo da Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), Aristides de La Plata Cury, foi um dos palestrantes, convidado por Alberto Risso, presidente do Núcleo Setorial de Turismo de Andradas e também Skålega.

Cury reconheceu o desempenho de Risso e lembrou que parcerias são fundamentais para que todos obtenham sucesso. “Enquanto nas outras atividades da economia a parceria público-privada é bem-vinda, no Turismo ela é essencial”, explicou Aristides de La Plata Cury.

Para José Antônio Stivanin, Secretário de Turismo de Andradas, é preciso trazer para a cidade as boas práticas que outros municípios realizam no setor. “Nós queremos conhecer o que esse pessoal fez de bom, de diferente em relação a Andradas. Conhecer as ferramentas que permitiram que o turismo fosse desenvolvido rapidamente nessas cidades”.

Outro palestrante, Fábio Pontes Ferreira, Secretário de Turismo de Brotas (SP), ressaltou que Andradas tem em comum com Brotas o meio ambiente. “Falo de muitas cachoeiras; turismo de aventura e de contemplação. Esse evento serve para a troca de experiências, incluindo o case de Brotas”.

O Secretário de Desenvolvimento Econômico de Extrema (MG), Adriano Carvalho, na sua palestra, considerou que o Fórum foi muito bem organizado e de alto nível. “Os palestrantes foram de primeiro time, uma troca de ideias muito rica”.

Já o prefeito de Bofete (SP), Dr. Dirceo Antonio Leme de Mello, falou das conquistas recentes do seu município. Entre elas, o status de MIT (Município de Interesse Turístico) e o prêmio Top Destinos Turísticos, iniciativa da ADVB e do Skål SP.

“Aqui não vamos discutir turismo em âmbito municipal. Mas sim sobre a importância que o setor tem para o Brasil sair da crise”, afirmou José Antônio Stivanin, Secretário de Turismo de Andradas.

Rosana Fraga, presidente da Acira, mostrou-se otimista sobre as perspectivas da atividade turística em Andradas. E o jovem prefeito Rodrigo Lopes pontuou que grande parte dos investimentos vêm da iniciativa privada. “O poder público tem um papel assessório, de fomentador”, afirmou ele.

Após as palestras, os participantes manifestaram a satisfação com os conteúdos. “A ideia agora é colocar em prática, na cidade de Andradas, as ações que deram certo em outros municípios. O primeiro passo é a elaboração de um Plano de Turismo participativo”, complementou presidente Aristides de La Plata Cury.

54ª Festa do Vinho de Andradas é lançada durante fórum

A Festa do Vinho está na 54ª edição

O 1º Fórum de Turismo também foi palco para o lançamento da 54ª Festa do Vinho de Andradas. O evento acontecerá de 18 a 21 de julho e será realizado no Estádio Juscelino Kubitschek.

São esperados milhares de visitantes. Herança da imigração italiana no município, a Festa do Vinho de Andradas é um evento que faz parte do calendário festivo da cidade. Haverão shows com artistas renomados da música sertaneja e barracas de alimentação de entidades locais. Além de exposição e comercialização de vinhos e suco de uva de três vinícolas locais.

Organizada desde 1954, a festa é uma herança da imigração italiana vinda especialmente do norte do país. Nessa região, as famílias se dedicavam ao cultivo das vinhas e à fabricação do vinho.

Leia sobre outros eventos do setor de turismo pelo Brasil

 

Deixe uma resposta