Início Especial Covid-19 Aeroporto Internacional de Belo Horizonte é certificado pela Anvisa

Aeroporto Internacional de Belo Horizonte é certificado pela Anvisa

318
0
COMPARTILHAR

O Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte foi reconhecido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por atender as Boas Práticas de Armazenagem, conforme diretrizes da Resolução 346/02.

A certificação, que foi publicada no dia 14 de abril no Diário Oficial, comprova que o Terminal de Cargas cumpre todos os requisitos para receber cargas sujeitas ao controle da instituição, sobretudo no atual momento de pandemia do coronavírus.

Embora a certificação não seja obrigatória, o aeroporto solicitou a certificação e foi submetido a uma inspeção de três dias para que tudo fosse avaliado pela Anvisa.

De acordo com Douglas Gameiro, Gestor de Segurança e Processos Integrados da BH Airport, o aeroporto sempre trabalhou com rigorosidade técnica e excelência no manuseio de insumos e produtos voltados para a saúde. A certificação chancela esse trabalho.

“Estamos sempre em busca de atender os requisitos regulatórios, mas buscando sempre a adoção das melhores práticas recomendadas por instituições como a Anvisa. Essa conquista demonstra nossa busca constante pela qualidade e garante que o Terminal de Cargas do aeroporto desempenha adequadamente seu papel na cadeia de logística internacional, contribuindo para garantia da segurança e eficácia dos produtos sujeitos ao controle sanitário oferecidos à população brasileira”, ressalta.

Ele explica que as Boas Práticas de Armazenagem asseguram que os serviços prestados são controlados de modo consistente, com padrões de qualidade apropriados para o desenvolvimento de todas as etapas de armazenagem de produtos sujeitos a controle sanitário (medicamentos, insumos farmacêuticos, produtos para a saúde, cosméticos, equipamentos médicos, saneantes e alimentos).

Atualmente, essa certificação se torna ainda mais importante, em um cenário mundial onde o combate ao Covid-19 é a prioridade. Estão em trânsito, por meio do Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, insumos para a fabricação de medicamentos, vacinas para a campanha contra a H1N1, produtos para o diagnóstico de coronavírus, equipamentos médicos para o sistema de saúde, entre outros materiais deste segmento para o enfrentamento da pandemia.

Leia outras notícias sobre setor de aviação

Deixe uma resposta