Início Governos Projeto brasileiro de segurança viária é exportado para a ONU

Projeto brasileiro de segurança viária é exportado para a ONU

377
0
COMPARTILHAR

Realizado em julho, em Nova York, o Fórum das Nações Unidas apresentou o lançamento de um novo kit de segurança viária. Ele que conta com metodologias e ferramentas de gestão para salvar vidas nas vias de países interessados.

O documento é on-line e será divulgado pela UNITAR (agência da ONU focada em treinamento e pesquisa). O projeto é disponibilizado em três línguas e irá compartilhar experiências brasileiras sobre o tema que foram bem-sucedidas. Assim, cidades de outros países poderão adotar políticas públicas que diminuam o número de mortes em acidentes de trânsito.

Além disso, o material teórico também pode ser adotado por empresas e entidades que pretendem reduzir acidentes internos com a frota. Entre seus objetivos está aprimorar a segurança dos condutores.

A iniciativa é baseada em projetos desenvolvidos pela Cervejaria Ambev. São parcerias com governos, órgãos de segurança pública e organizações da sociedade civil em São Paulo e Brasília.

Em São Paulo, o primeiro projeto sobre o tema nasceu em 2014. E foi fruto de uma coalizão entre poder público, empresas privadas e sociedade civil para melhorar a gestão da segurança viária no Brasil. O primeiro grande passo dessa ação intersetorial foi o lançamento do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

Nos primeiros oito meses houve diminuição de 226 mortes no trânsito

Infosiga SP é um relatório que disponibiliza dados de acidentes com vítimas nos 645 municípios 

A primeira conquista do Movimento foi a elaboração do Sistema de Gerenciamento de Informações de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo – o Infosiga SP. Ele é um relatório que disponibiliza dados de acidentes com vítimas nos 645 municípios e um quadro geral do Estado.

A metodologia de cruzamento de dados de diversas fontes identifica perfis e locais de risco no trânsito. Assim, pode auxiliar na elaboração de iniciativas para prevenção de acidentes.

O Infosiga SP dá suporte para o estabelecimento de políticas públicas mais eficazes de prevenção e pós-acidente. Ele contém indicadores que permitem traçar diagnósticos mais precisos das causas de acidentes.

Os resultados do projeto já são relevantes. O número de mortes diminuiu 16%, entre 2015 e 2018, representando aproximadamente 1.000 vidas salvas.

“Dentro de casa, nós acreditamos que não é possível construir um mundo melhor sozinho. Por isso, em 2014, quando o projeto de segurança viária nasceu em nossa organização, lideramos uma coalização com agentes privados e públicos. Além de representantes do terceiro setor. O objetivo sempre foi para melhorar a gestão do tema no Brasil. Os resultados no Estado de São Paulo, com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, e Distrito Federal, com o Brasília Vida Segura, foram bastante expressivos. Por isso, agora esse modelo será exportado para os demais estados da federação e também para outros países”, declara Antonio Totaro Neto, diretor de relações corporativas AB InBev.

“Como brasileiro, estou orgulhoso em apresentar ao mundo uma iniciativa nacional que pode ajudar a salvar vidas em acidentes de trânsito no mundo”, afirma o diretor de relações corporativas AB InBev.

Já em 2016, a companhia lançou o Brasília Vida Segura. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Governo do Distrito Federal para reduzir as mortes de trânsito na região.

A iniciativa vem gerando resultados importantes. O Distrito Federal foi a primeira unidade federativa do Brasil a atingir a meta da década de segurança viária da Organização das Nações Unidas (ONU).

O objetivo do programa é uma redução de 50% dos acidentes fatais no trânsito no acumulado de 12 meses. O resultado foi alcançado com um ano de antecedência. A iniciativa em Brasília é baseada no Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

Leia também Cinco dicas essenciais para viajar de carro

Deixe uma resposta