Início Agências de Viagem e TMCs Presidente da ABAV Nacional detalha as ações para retomada

Presidente da ABAV Nacional detalha as ações para retomada

209
0
COMPARTILHAR

Em coletiva de imprensa recente, a presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, fez uma atualização sobre o panorama do setor de agenciamento no Brasil. Um dos principais temas foi um balanço de vendas das agências associadas em 2020. Além de análises das ações do plano de contingência e enfrentamento à crise motivada pela pandemia de Covid-19.

Visando superar os resultados do pior ano para o turismo mundial, a entidade elenca uma série de ações em que aposta para acelerar a retomada a partir deste ano. Os projetos começam com um amplo programa de capacitação com foco em destinos, gestão e promoção comercial. Ele será desenvolvido entre março e dezembro por meio do ICCABAV – o Instituto de Capacitação e Certificação da ABAV Nacional, e a participação das regionais da entidade e associadas locais.

Para capacitar a venda de destinos, duas ações estão programadas: a ampliação do programa de associado aliado, que já conta com a filiação da Argentina, e a realização de um evento virtual nos dias 11 e 12 de maio que prevê rodada de negócios com compradores nacionais e internacionais selecionados através de inscrições prévias.

O turismo de luxo, que ganhou maior representatividade dentro da entidade com a formação no ano passado de um grupo de trabalho, terá um programa de capacitação exclusivo, onde fornecedores apresentarão soluções focadas no segmento que responde pela geração de 25% de toda a renda gerada no turismo mundial, e a 3% do volume total de viagens, segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT).

Um mapeamento do setor, entre associados ABAV, já está em andamento e deve ser apresentado em breve. Na coordenação desse trabalho está Frederico Levy, recém nomeado diretor de turismo de luxo da entidade.

Outra novidade é a criação de um MBA em gestão de serviços com ênfase em turismo, hotelaria e eventos. Ele está sendo desenvolvido em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF). O curso será na modalidade EAD, com início já no próximo dia 25 de fevereiro. Sua duração será de 12 meses, mais três meses de orientação. Associados ABAV terão 20% de desconto.

ABAV Expo 2021

Durante a coletiva, Magda Nassar também antecipou alguns detalhes da 48ª ABAV Expo, principal evento do calendário brasileiro de turismo. Este ano ela acontecerá de 29 de setembro a 1º de outubro e serão respeitados todos os protocolos de segurança. A expectativa é reunir carca de 100 expositores. “Estamos desenvolvendo um projeto totalmente comprometido com a segurança dos participantes. Vamos receber o público que for possível, priorizando a inscrição dos agentes de viagens associados à ABAV”, adianta a presidente.

Os estandes serão comercializados em quatro opções de área –  12, 30, 48 e 80 metros quadrados, mais taxas e montagem, acesso a internet e presença garantida também na plataforma virtual, que espelhará a edição física, marcando mais uma grande inovação da entidade na realização do primeiro evento híbrido com o porte da ABAV Expo e o alcance do ABAV Collab.

Além da área de exposições, a edição contará com a tradicional Vila do Saber. No espaço são oferecidas capacitações, painéis e palestras. Todo o conteúdo também será disponibilizado simultaneamente nas modalidades presencial e virtual. Além de um programa de caravanas com associados pré-selecionados.

Plano de contingência

De acordo com a presidente, medidas do plano emergencial adotadas pelo governo em atendimento aos pleitos da ABAV e entidades congêneres foram fundamentais para garantir a sustentabilidade ao longo da travessia de 2020. Incluem-se aí as Leis que flexibilizaram os contratos de trabalho (14020) e regulamentaram as relações consumeristas (14046), esta com pleito para que tenha seu efeito prorrogado, a exemplo do que já foi concedido ao setor aéreo, e a abertura de linhas de crédito especiais.

Paralelamente, a entidade trabalhou na criação de campanhas, como a Adia. A iniciativa mobilizou consumidores a adiarem os planos de viagem em vez de optarem pelo cancelamento. Outra ação foi a elaboração de protocolos sanitários em apoio ao Selo Turismo Responsável, lançado pelo Ministério do Turismo, e ao Guia do Viajante Responsável como entidade integrante do Movimento Supera Turismo.

“Foram meses de muito trabalho e pouca ou nenhuma rentabilidade. Atravessamos tudo isso graças também à flexibilidade e poder de reação das nossas agências de viagens associadas. Elas se mostraram muito preparadas diante de uma crise sem precedentes”, ressalta Magda.

O cronograma de ações é o primeiro resultado da reestruturação organizacional implantada pela entidade no ano passado. O objetivo é buscar soluções que garantam mais sustentabilidade aos negócios das agências de viagens associadas. É preciso mudar o cenário do ano passado. Em 2020, o setor amargou a perda de 58,7% no faturamento, totalizando R$ 14 bilhões, somada a movimentação de vendas das 2,2 mil associadas em todo o Brasil.

Responsáveis pela distribuição e venda de 80% dos produtos e serviços de turismo no Brasil, as agências ABAV têm perfil bastante heterogêneo, como demonstram as figuras abaixo. Há empresas de micro e pequeno porte (70%), médias e grandes (17%) e MEI (13%).

Leia mais outras ações de entidades ligadas ao turismo

Deixe uma resposta