Início Imagem Destaque O desafio da Costa do Marfim de se promover e se posicionar...

O desafio da Costa do Marfim de se promover e se posicionar como destino no turismo internacional

121
0
COMPARTILHAR

Considerado a locomotiva da África Ocidental, a Costa do Marfim há quase uma década vem se empenhando na divulgação e na promoção como destino turístico tanto no mercado nacional como na América Latina.

O desafio da Costa do Marfim de se promover e se posicionar como destino no turismo internacional
Autoridades da Costa do Marfim: Guy Francis Kodjo, Jennifer Curcio e Isabelle Anoh.

Estrategicamente, o país participou, mais uma vez, da 50ª Abav Expo. O objetivo e, ao mesmo tempo, o desafio são estreitar o relacionamento com o trade brasileiro e tentar assim aumentar o número de voos partindo do Brasil e ter um direto para o país marfinense.

Essa ação na Abav contou com a presença de uma delegação composta por operadores e receptivos do país. Além de autoridades como o embaixador no Brasil, Diamouténé Alassane Zié; a diretora do Escritório de Turismo e Recreação para o Brasil, Jennifer Curcio; o assessor técnico responsável pela estratégia de desenvolvimento e presidente da Comissão Nacional de Classificação de Estabelecimentos Turísticos, Guy Francis Kodjo; e a diretora de Comunicação e Apoio às Atividades de Promoção, Isabelle Anoh.

O desafio da Costa do Marfim de se promover e se posicionar como destino no turismo internacional

Todo potencial econômico e turístico esteve concentrado na estratégia de desenvolvimento turístico “Sublime Côte d’Ivoire”. O embaixador Diamouténé Alassane Zié, que vem dando continuidade às relações de comércio e negócios, pretende tornar o turismo o terceiro alicerce da economia marfinense. Entre as metas, está inserir o ecossistema na lista dos cinco principais atrativos turísticos africanos até 2025.

Com uma população de 27 milhões de habitantes, a Costa do Marfim tem como idioma oficial o francês. O país é formado por 60 grupos étnicos, que ainda falam dialetos locais. As belezas naturais e a cultura ancestral compõem os principais roteiros do país. São praias, gastronomia e religião, como também boa infraestrutura para eventos corporativos e de lazer. Em 2020, recebeu um total de 668 mil visitantes e estima que, até o momento, esse número já tenha aumentado 15% este ano.

Leia também A 50a edição da ABAV terá a Costa do Marfim como expositor