Início Ecoturismo, Aventura e Esporte Já pensou se hospedar num atol na Polinésia Francesa?

Já pensou se hospedar num atol na Polinésia Francesa?

453
0
COMPARTILHAR

Agora isso é possível. Pode começar a se imaginar num atol, com aquelas praias de areia branca e mar de cor azul turquesa bem no meio do Oceano Pacífico. O nome desse lugar é Nukutepipi.

Após anos de pesquisa para assegurar o maior respeito ao meio ambiente local e construir a infraestrutura turística, o atol Nukutepipi tem estrutura para acomodar até 52 pessoas.

Nukutepipi é um dos menores atóis (ilhota em forma circular com uma laguna no meio) do Arquipélago de Tuamotu. O atol situado a menos de mil quilômetros das ilhas de Bora Bora e Tahiti. Mede cerca de 5,6 quilômetros, está cercado por águas profundas e límpidas e possui um ecossistema único. Além da fauna e dos animais marinhos, mais de 15 espécies de aves vivem no atol.

“Nukutepipi é um lugar de descanso, inspiração e descoberta para os sentidos. Valorizar e preservar a flora e a fauna são a essência deste resort”, explica o proprietário do atol, Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil e uma das pessoas mais influentes do mundo segundo a revista Time. Ele destaca ainda que o atol honra, com louvor, as tradições ambientais e culturais polinésias.

Fora a natureza sensacional do lugar, o atol abriga obras de arte da Coleção Lune Rouge. Ela inclui obras de artistas aclamados internacionalmente como Wim Delvoye, Jim Dine e Damien Hirst. Todas as peças escolhidas homenageiam a riqueza da cultura polinésia. A coleção pertence à Lune Rouge, empresa de entretenimento fundada por Laliberté.

A infraestrutura turística do atol respeita o meio ambiente

Tudo foi pensado para a melhor experiência possível do hóspede em Nukutepipi. Sempre partindo de uma premissa básica: total respeito ao meio ambiente local. Há acomodações isoladas, além de duas vilas júnior com vistas deslumbrantes e lounge, todas com e piscina privativa. Há também 13 bangalôs “pé na areia”.

Há também várias opções de esportes, lazer e entretenimento. O hotel possui piscina com jacuzzi na praia, fitness center, sala de ioga, spa com massagem, banho turco, sauna, banho nórdico e jacuzzi, além de sala de jogos, biblioteca, sala de jogos para crianças, cinema, cabine de DJ com sistema de som completo, quadras de tênis e basquete, instalações de esportes aquáticos, barcos para mergulho, pesca e atividades náuticas, observatório astronômico, mirador, sala para reuniões corporativas e enfermaria.

Chefs preparam todas as refeições

Em Nukutepipi, a culinária também foi pensada para proporcionar a melhor experiência e sabor, sempre com sofisticação, aos visitantes. Chefs preparam os pratos das refeições utilizando produtos frescos, orgânicos e locais. No atol, a pensão é completa: café da manhã, almoço, chá da tarde, jantar, além de bebidas.

Os chefs também podem servir refeições privativas, extraordinárias e românticas em dois refúgios surpreendentes e isolados na ilha.

O aeroporto internacional mais próximo de Nukutepipi é o de Faa´a, em Papeete, a capital do Tahiti. De lá saem os aviões, apenas fretados, para Nukutepipi. A duração do voo varia de 1h40 a 2h40, dependendo do tipo de aeronave.

Entre outras opções aéreas desde o Brasil, é possível viajar à Polinésia Francesa a partir de Santiago, no Chile, e de Los Angeles, nos Estados Unidos.

A tarifa de aluguel exclusivo do atol de Nukutepipi, por uma semana, é de € 900 mil. Inclui equipe de atendimento, acomodações, refeições, todas as bebidas, material esportivo e outros serviços.

Leia também Cinco praias incríveis ao redor do mundo 

Deixe uma resposta