Início Hotéis Indústria hoteleira usa tecnologia para recrutamento

Indústria hoteleira usa tecnologia para recrutamento

1682
0
COMPARTILHAR

O crescimento do turismo e da indústria hoteleira no Brasil é positivo para o país por vários motivos. A abertura de novos postos de trabalho talvez seja um dos mais importantes. Até o final de 2019, a taxa de ocupação dos hotéis deverá crescer 4,3% ao ano segundo pesquisa da entidade FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil).

Para suprir a demanda de trabalhadores capacitados na atividade e com a agilidade necessária para atender suas necessidades sazonais, a indústria hoteleira vem lançando mão de um recurso tecnológico inovador nas contratações de mão de obra.

O Closeer é um aplicativo que aproxima profissionais e empregadores para contratos de trabalho temporário. Ele é especializado no segmento de hotéis, bares e restaurantes, por serem mais suscetíveis a demandas sazonais.

“A indústria hoteleira é um universo de trabalho no qual desenvolver e aprimorar competências faz toda diferença”, diz Walter Vieira, fundador e CEO da Closeer. “É um exemplo clássico em que a empregabilidade sai de cena para dar lugar à trabalhabilidade”, diz Vieira.

Praticidade em mão dupla

Usar o Closeer é simples. Para se candidatar a oportunidades que surjam o profissional se cadastra no aplicativo, preenchendo dados sobre suas aptidões e sua disponibilidade para jornadas de trabalho. A empresa, por sua vez, se cadastra e acessa o aplicativo no momento em que precisa contratar profissionais sob demanda.

A solução digital se encaixa à perfeição a setores com a indústria hoteleira, que tem a sazonalidade como uma de suas principais características.

Em altas temporadas, com o aumento da demanda por hospedagens e, consequentemente, da mão de obra, a contratação de colaboradores para trabalho temporário é uma opção já consolidada.

Banco de profissionais da indústria hoteleira

No caso da indústria hoteleira, a facilidade de acessar um banco de profissionais prontos para o mercado faz a diferença para o empregador que atualmente exige dos profissionais maior capacidade de raciocínio, autonomia intelectual, pensamento crítico, espírito empreendedor e iniciativa, além da capacidade de antever cenários e resolver problemas.

O conceito lançado pelo Closeer vem ganhando corpo numa economia que patina e acumula algo em torno de 13 milhões de desempregados, com novas regras trabalhistas e que precisa lidar com um novo tipo de trabalhador, surgido com a chamada Geração Y, menos interessada em vínculos empregatícios longos.

Closeer usa algoritmo para aproximar empregados e contratantes

O app Closeer elimina a lista de vagas em que candidatos buscam oportunidades. Com um click, o estabelecimento recruta um profissional com o perfil determinado por ele.

O algoritmo busca quem possui a qualificação demandada. E, de acordo com sua localização geográfica, sua disponibilidade e avaliação, faz a  recomendação ao empregador. Se este aceitar a oferta, ambos são colocados em contato, via chat.

Além de garantir rapidez no recrutamento, o aplicativo proporciona segurança, já que todos os cadastrados têm sua documentação verificada via face-match pelo próprio app, inclusive quanto a antecedentes criminais.

Para trabalhadores, que se cadastram gratuitamente na plataforma, o Closeer serve também para o ingresso em profissão. O algoritmo seleciona também pela experiência exigida.

Há casos em que ela não é necessária, portanto, se alguém tem aptidão para determinada atividade, pode se candidatar. Pode até levar mais tempo, mas haverá demanda pelos seus trabalhos.

Leia outras matérias sobre soluções tecnológicas para o setor de turismo

Deixe uma resposta